James Dyson aborta o seu projeto de carro elétrico que custou 559 milhões de euros

By on 19 Maio, 2020

O milionário inventor e o homem por trás dos aspiradores Dyson, perdeu quase 560 milhões de euros ao querer entrar na “festa” da mobilidade elétrica.

A empresa de tecnologia Dyson criou a divisão Dyson Automotive, com 500 colaboradores e o compromisso de investir 2,8 mil milhões de euros para desenvolver várias tecnologias e o projeto de um carro elétrico. O desenvolvimento começou em 2014, mas em outubro de 2019, a Dyson atirou para o caixote do lixo os projetos de um veículo elétrico que apontavam para 2021. 

Tudo acabou porque James Dyson sentiu os sinais de alerta do seu furo para os negócios e entendeu que o projeto não era viável em termos comerciais. Convirá lembrar que Dyson e a sua família são as pessoas mais ricas do Reino Unido com um valor líquido superior a 16,8 mil milhões de euros e, claro, Dyson não quis hipotecar a sua riqueza num projeto que não iria ser mais que um sorvedor de dinheiro.

Em entrevista ao Sunday Times, James Dyson confirmou que perdeu mais de 550 milhões de euros ao abandonar o projeto que tinha como base um SUV denominado N526, tinha uma autonomia acima dos 900 km e chegava dos 0-100 km/h em 4,8 segundos. A potência rondaria os 540 CV extraídos de dois motores elétricos. O projeto avançou tanto que já havia um protótipo funcional.

Para James Dyson, abandonar a sua ideia “foi uma enorme tristeza e um grande desapontamento. A nossa vida é viver a balançar entre o sucesso e o falhanço. Tentamos e falhamos, a vida não é fácil.” O grande problema é que a Dyson “tinha de ganhar dinheiro em casa carro vendido ou então a empresa seria só uma incineradora de dinheiro. Ou seja, ficou evidente que era demasiado arriscado.”

Curiosamente, Jim Ratcliffe, o quinto homem mais rico do Reino Unido, continua a apostar na sua Ineos Automotive e o Grenadier 4×4 continua a ser desenvolvido para ser lançado em 2021.

Por curiosidade, Bernie Ecclestone é o 56º homem mais rico (“vale” 2,8 mil milhões de euros), Ron Dennis é o 300º (497 milhões de euros) e Toto Wolff e a sua esposa estão no 369º lugar (396 milhões de euros). Lewis Hamilton é o desportistas cujo ranking é o melhor nesta lista do The Sunday Times, com um valor de 250 milhões de euros. Entre 1000 bilionários, está em 545º lugar, trepando mais de 100 lugares de 2019 para 2020. Se quiser conhecer os 1000 mais ricos do Reino Unido, clique aqui.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)