Kia apresenta novo Sorento de forma virtual, chega no final do ano ao mercado

By on 24 Março, 2020

A quarta geração do modelo foi revelada online, acompanhando os tempos atuais, expondo um SUV com muitas novidades, que chegam à Europa e Portugal no final do ano.

O Kia Sorento entra na quarta geração com muitas novidades, que passam pelo estilo, pela tecnologia e na tentativa de oferecer mais capacidade fora de estrada e respeitar o ambiente. Possui uma nova plataforma – já pronta para a eletrificação, seja ela total ou parcial com versões híbridas – oferece mais espaço interior e quer ter mais conforto, tendo uma abordagem diferente ao prazer de condução. Estará à venda em Portugal no terceiro trimestre deste ano, com uma garantia de 7 anos ou 150 mil quilómetros.

O Sorento encaixa numa gama SUV que não é totalmente conhecida no Velho Continente, como o Seltos e o Telluride, lado a lado com o Stonic e o Sportage, estes bem conhecidos dos portugueses e europeus. O estilo é mais maduro e diferenciado com influência dos outros SUV da marca, o interior tem, reclama a Kia, mais qualidade e tecnologia e a plataforma é nova. O carro é maior, tem espaço para sete pessoas e as mecânicas passam a ter versões híbridas pela primeira vez. 

A Kia reclama que este é o seu modelo com mais equipamento de alta tecnologia, seja pelos sistemas de conectividade, assistência à condução e info entretenimento. O habitáculo recebe dois ecrãs digitais com novos gráficos, novas funções de telemática e de conectividade para smartphones.

Estilo diferenciado

O estilo do Kia Sorento é um esforço conjunto dos vários centros de estilo da casa coreana à escala global, tendo como pano de fundo a ideia “requinte ousado”. Debaixo desta ideia, os estilistas da Kia procuraram manter o visual robusto do anterior modelo, mas com maior requinte e elegância, reclama a marca coreana. Há mais vincos, detalhes geométricos e proporções alongadas que desaguam numa traseira diferente daquilo que habitualmente vemos nos modelos da Kia. O Sorento tem novas luzes LED, manteve a grelha “tiger nose”, luzes diurnas agora conhecidas como “olho de tigre” e uma grelha inferior alongada. O Sorento tem mais 10 mm de largura que o anterior modelo (1,9 metros). O comprimento também cresceu 10 mm (4810 mm agora) tem os vãos dianteiro e traseiro mais curtos. O que quer dizer que o carro ganhou bastante na distância entre eixos (35 mm para 2825 mm) o que beneficiou a habitabilidade. Está mais alto 10 mm e tem uma frente mais comprida com os pilares A a recuarem 30 mm. Destaque-se, ainda a barbatana de tubarão na lateral à imagem do Proceed. O Sorento evidencia novas luzes traseiras verticais, inspiradas no Telluride, que se prolongam pela parte lateral da carroçaria. O nome está alongado no portão traseiro e as jantes de liga leve vão das 17 as 20 polegadas.

Habitáculo com mais tecnologia

Se o estilo exterior representa uma nova era de design, o interior segue a mesma ideia e além de estilo renovado, reclama a Kia que tem mais qualidade e mais tecnologia. Mantendo os muitos espaços de arrumação que se conhecem há anos dentro de um Sorento. O estilo do tabliê anda em redor de dois ecrãs de generosas dimensões: 12,3 polegadas o que funciona como painel de instrumentos, 10,25 polegadas o destinado ao sistema de info entretenimento. As muitas funções do carro podem igualmente ser comandadas através de novos botões táteis dispostos nos dois lados do ecrã, tal como acontece num painel dedicado para o controlo do ar condicionado, sendo que as saídas de ar do sistema de climatização são verticais. Depois, há o sistema de iluminação ambiente, que emite uma suave luz descendente a partir do tablier e do revestimento das portas, na base da consola central encontra-se também um carregador sem fios para telemóveis, ao passo que o sistema de som “surround” da marca Bose destaca-se.

A Kia diz que a qualidade dos materiais foi igualmente melhorada, com as superfícies interiores a revelarem uma conjugação de elementos decorativos metalizados, estofos em pele e superfícies em relevo com efeito cetim. O Sorento terá estofos em tecido preto, pele, seja em tom único – cinzento ou preto – ou em dois tons – preto e cinzento – bem como pele Nappa preta almofadada.

O conjunto da bateria do Sorento Hybrid está localizado sob o piso do habitáculo, por baixo do banco do passageiro dianteiro, e não do piso de carga. Como resultado, há espaço suficiente para sete passageiros, bem como uma das maiores capacidades de carga da sua classe, até 821 litros (modelos de 7 lugares) ou 910 litros (modelos de 5 lugares), consoante a especificação. Nos modelos de 7 lugares (com todos os bancos colocados), o espaço da bagageira é 32% maior do que o dos seus antecessores, diz a Kia, cifrando-se agora nos 187 litros (179 litros para os híbridos). Destaque ainda para os comandos situados na parede lateral da bagageira, que permitem rebater os bancos da segunda fila remotamente através de um botão

A Kia diz que a nova plataforma do Sorento maximiza o espaço nas três filas, oferecendo maior amplitude para a cabeça, pernas e ombros, especialmente no espaço para as pernas dos ocupantes da primeira e segunda fila, bem como o espaço para a cabeça dos ocupantes da terceira fila. A maior distância entre eixos da nova plataforma faz com que os bancos da segunda fila deslizem mais 45 mm para a frente, facilitando a acessibilidade à terceira fila e aumentando o espaço para quem segue na terceira fila de bancos. Quem viaja na terceira fila de bancos, há um apoio de braços 100 mm maior, um suporte para copos e uma consola para smartphones.

O Sorento autoriza a ligação Apple CarPlay e Android Auto, nas versões sem fios, o sistema de conectividade Uvo Connect, com uma série tecnologia como o Kia Live, sistema de navegação, ligação de dois smartphones Bluetooth com funcionamento separado. Há várias entradas USB nas três filas de bancos para que se mantenham os dispositivos carregados. Há um Head Up Display, sistema de som Bose com 12 altifalantes e ainda o “Mood Light” que permite maior personalização do interior.

Motorizações mistas

Uma das novidades do Sorento é a oferta de motorizações híbridas, uma estreia no modelo, com um híbrido comum e uma versão Plug In. O Sorento Hybrid oferece o novo propulsor conhecido como “Smartstream”, que conjuga o bloco 1.6 T-GDi (injeção direta de gasolina turbo) com um motor elétrico de 44,2 kW e uma bateria de iões de lítio com 1,49 kWh. A bateria está posicionada de baixo do banco do passageiro dianteiro. A bagageira recebe um pequeno impacto devido á necessidade de acomodar os controladores. Contas feitas, são 230 CV com um binário de 350 Nm, extraídos de um conjunto cujo motor de 1,6 litros tem a tecnologia de alteração contínua do tempo de abertura das válvulas (CVVD). O que é isto?

O tempo de abertura das válvulas passa a estar dependente das condições de condução, em vez de estar definido para um valor fixo, o que permite melhorar, substancialmente, sustenta a Kia, a performance do motor a médias e baixas rotações (em 2 a 3%), ao mesmo tempo que diminui o consumo de combustível em até 3%.

A transmissão conta com uma caixa automática de 6 velocidades, no qual está montado um dispositivo elétrico que permite que as potências geradas pelo motor de combustão e pelo motor elétrico sejam transferidas em paralelo, reduzindo-se assim as perdas de energia para o nível mínimo. O resultado é uma resposta imediata à aceleração, independentemente da velocidade, com acesso direto à potência da bateria quando o carro circula a velocidades mais elevadas. A versão Plug In só chega em 2020.

O outro motor é o bloco 2.2 litros turbodiesel também ele renovado e parte da nova família “Smartstream”. Tem 4 cilindros, 202 CV e 440 Nm de binário. Uma das alterações é passar a ter o bloco em alumínio, reduzindo 19,5 kg face ao anterior. A caixa é uma dupla embraiagem de oito velocidades, redesenhada para reduzir os consumos entre 2 e 3%.

Chassis diferente

A evolução do Sorento é impressionante: a primeira geração (2002 – 2009) usava um chassis de longarinas e só se tornou monobloco em 2009 na segunda geração (2009 – 2015), com a terceira geração a manter essa escolha até que esta quarta geração recebe uma nova plataforma. Para isso, os engenheiros da Kia procuraram diminuir o efeito das irregularidades do piso na carroçaria e reduzir o ruído e as vibrações (NVH), mas ao mesmo tempo, melhorar o controlo dos movimentos da carroçaria e a resposta às mudanças de direção. Como fizeram isso? Através de um conjunto de alterações na geometria e à introdução de novos componentes, bem como a melhorias na estrutura do sistema de suspensão. A distância entre eixos, agora 35 mm superior, contribui igualmente para uma melhoria geral do conforto a bordo, enquanto a carroçaria tem uma rigidez torsional em média 4% maior.

Outra das novidades é a combinação entre o opcional sistema de tração integral, com o “Terrain Mode”, o que torna o Sorento mais eficiente fora de estrada, ao controlar o ESP, a distribuição do binário pelas quatro rodas, adapta os tempos das passagens de caixa e assim melhora o comportamento.

Tecnologias de topo

O Kia Sorento oferece uma completa gama de sistemas avançados de assistência ao condutor (ADAS) que pode incluir Assistência à Prevenção de Colisões Frontal (FCA), com função de deteção de peões, ciclistas e viaturas. Deteta, igualmente, o tráfego em sentido oposto em cruzamento. O novo modelo está ainda disponível com monitor do ângulo morto (BVM), monitor do espaço circundante (SVM) com assistência à prevenção de colisões pelo ângulo morto (BCA), assistência Inteligente à limitação de velocidade (ISLA), cruise control inteligente (SCC) com função “Stop&Go” e baseado em dados do sistema de navegação (NSCC), assistência à circulação na faixa de rodagem (LFA), aviso de atenção do condutor (DAW) e ainda assistência à circulação em autoestrada (HDA).

Também disponível a tecnologia de condução autónoma de nível dois, conhecida na Kia como Assistência à Circulação na Faixa de Rodagem (LFA). O sistema comanda a aceleração, a travagem e a direção consoante o comportamento do veículo que segue à frente. Funciona a velocidades de entre 0 e 180 km/h, utilizando uma câmara e sensores de radar para manter uma distância segura em relação ao veículo que circula à sua frente, ao mesmo tempo que monitoriza as marcações na estrada para manter o carro no centro da faixa de rodagem.

Além de tudo isto, o Sorento está equipado com a monitorização do tráfego traseiro (RVM), com funções de assistência à prevenção de colisões à retaguarda (RCCA). É o primeiro Kia vendido na Europa com o novo sistema de assistente remoto de estacionamento (RSPA). Este sistema permite ao condutor mover o Sorento de ou para dentro um lugar de estacionamento perpendicular através de controlo remoto instalado na chave. Desta forma, facilita-se o acesso em lugares estreitos onde abrir a porta seja complicado. Caso detete outro veículo, peão ou ciclista, o RSPA trava o carro de forma automática. Finalmente, a função de assistência à saída em segurança evita a abertura das portas traseiras se o veículo detetar um perigo a aproximar-se por trás, quer se trate de um ciclista ou de outro automóvel.

Outra novidade é a estreia do primeiro sistema de travões multicolisão da Kia, que permite mitigar a gravidade de colisões secundárias, ao acionar, automaticamente, os travões quando os airbags disparam na sequência de uma primeira colisão.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)