Lamborghini assinala o Dia Mundial das Abelhas mostrando o seu apiário

By on 24 Maio, 2022

Por entre os muitos projetos que a Lamborghini tem em desenvolvimento para se transformar numa empresa mais sustentável, está um apiário com uma população de 600 mil abelhas.

Além de mudar diversos procedimentos na sua cadeia de produção e dizer adeus aos seus icónicos motores de combustão dentro de pouco tempo, a Lamborghini tem integrado diversos projetos paralelos nas instalações de Sant’Agata Bolognese.

Um deles está perfeitamente de acordo com o Dia Mundial das Abelhas, que se comemorou na passada sexta-feira e inclui um apiário com mais de 600 mil abelhas, com a missão de monitorizar os níveis de C02 na área circundante da sua sede. E para descobrir melhor como tudo funciona, nada melhor que a explicação da própria Lamborghini.

A tecnologia por detrás do estudo das abelhas

Através da parceria com a Fundação Audi Environmental, a Lamborghini colocou no ano passado novas colmeias ‘tecnológicas’, com equipamentos para medir a temperatura interna e externa, humidade e a velocidade do vento. Contêm também balanças eletrónicas para pesar a colmeia, a fim de controlar remotamente se as abelhas estão a recolher néctar e pólen suficientes e se a família está a crescer de acordo com as expectativas. As duas colmeias tecnológicas têm um SIM integrado, que pode transmitir os dados medidos.

Uma das colmeias tem duas câmaras, uma interna e outra externa, que filmam o acesso à colmeia e mostram se as abelhas estão a trabalhar normalmente. A segunda colmeia dispõe de um contador eletrónico de abelhas e desenha gráficos que comparam os dados medidos com o número de abelhas que entram e saem da colmeia. Esta informação ajuda os investigadores a compreender como as alterações climáticas podem afetar o desenvolvimento das colónias de abelhas e permite que sejam tomadas medidas atempadas para as sustentar em épocas anormais. A longa seca de 2021, por exemplo, reduziu a produção anual do apiário em cerca de 100 kg de mel.

Através da recolha intensiva de néctar, pólen e água, as abelhas operárias são eficientes e orientadas numa área de 3 km de perímetro em redor da colmeia, incluindo não só o Parque Lamborghini onde está localizado o apiário, mas também na zona rural circundante; na zona industrial onde a empresa está localizada; e na cidade de Sant’Agata Bolognese. A partir das análises feitas às matrizes da colmeia Automobili Lamborghini, em colaboração com entomologistas e apicultores, pode-se detetar uma vasta gama de poluentes: desde pesticidas utilizados na agricultura tanto em espaços verdes urbanos como nos privados, metais pesados, hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, dioxinas e muitos outros. Para a Lamborghini, o projeto de biomonitorização das abelhas não se trata só de responsabilidade para com os seus colaboradores e as suas famílias, mas também para com a área local, a fim de garantir um ambiente saudável. É um compromisso de preservação do ecossistema, dentro do qual as abelhas desempenham um papel ativo e essencial. O projeto do apiário faz parte da estratégia global integrada de sustentabilidade da Lamborghini, que envolve tanto toda a gama de produtos como a fábrica de Sant’Agata Bolognese: uma área de 160.000 m2 que alcançou a certificação neutra em termos de CO2 em 2015 e manteve-se mesmo depois da duplicação do local de produção nos últimos anos.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)