Lamborghini apresentou dois dos seus ícones no Rétromobile deste ano

By on 26 Março, 2022

A marca de Sant’Agata Bolognese esteve presente na última edição do Rétromobile, com o objetivo de mostrar o trabalho efetuado pelo seu Polo Storico.

A última edição do Salão de Automóveis clássicos de Paris, o Rétromobile 2022, realizou-se entre os dias 15 e 20 deste mês. E entre as marcas presentes, uma das que conquistou uma boa dose de atenção dos visitantes foi mesmo a Lamborghini, que tinha presentes dois dos seus ícones, criados com a ajuda do seu Polo Storico: o Lamborghini Countach LP 500 e o Lamborghini Miura P400 SV.

Usando as palavras de Stephan Winkelmann, o Chairman e CEO da Automobili Lamborghini, “O motor V12 é um dos ícones da história da marca, desde o Miura e o Countach até ao Aventador Ultimae, que este ano faz cair a cortina sobre a história inesquecível do nosso motor de combustão interna. Os entusiastas da cultura automóvel tiveram oportunidade de se juntar a nós no Salão Rétromobile, onde prestámos homenagem ao nosso querido património e à vasta experiência de engenharia dos nossos técnicos do passado e do presente. A partir do próximo ano, Lamborghini entrará num futuro eletrificado: o herdeiro do Aventador será apresentado com tecnologia híbrida na primeira fase do nosso plano Direzione Cor Tauri, que traça o caminho até 2030. Estabelece objetivos específicos, direcionados em reduzir o nosso impacto ambiental através de uma abordagem holística e socialmente responsável”.

A carroçaria do Miura P400 SV que esteve presente no Rétromobile 2022 pertence a um cliente da marca, que solicitou os serviços do Polo Storico da Lamborghini com o objetivo de restaurarem este modelo até ao seu estado original. Será pintada de “Arancio Miura”, o tom laranja original desta unidade e voltará a receber todo o interior e os componentes mecânicos que estão também em fase de restauro.

Quando ao Countach LP 500 exposto neste evento, a história é ainda mais interessante. Trata-se de uma reconstrução do modelo original apresentado no Salão de Genebra em março de 1971, mas que foi destruído três anos mais tarde num teste de colisão realizado para efeitos de homologação. Foi um trabalho totalmente efetuado pelo Polo Storico da Lamborghini especificamente para um colecionador da marca e que necessitou de mais de 25 mil horas de trabalho.

Teve a colaboração do Centro Stile da marca para garantir que as linhas estavam totalmente de acordo com o modelo original e os componentes mecânicos são todos da época ou reconstruções de peças que já não existem, especificamente para este modelo. A carroçaria e o chassis foram fabricados manualmente pelos artesãos da Lamborghini e até a Pirelli contribuiu para este projeto, construindo um conjunto de pneus específicos, idênticos aos do modelo original.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)