Lancia inspira-se em estratégia da Mercedes para desenvolver futuro

By on 13 Dezembro, 2021

Luca Napolitano, CEO da Lancia, vai dar mais importância ao lucro do que ao volume de vendas de forma a garantir um futuro a longo prazo no Grupo Stellantis.

A Lancia prepara-se para entrar numa nova era no Grupo Stellantis. De facto, a marca italiana vai realizar uma expansão, não só de gama, mas também de mercados, visto que atualmente conta com o Lancia Ypsilon que apenas é vendido em Itália. No entanto, no já conhecido plano de 10 anos de relançamento da marca, Napolitano anunciou o lançamento de três novidades. A primeira será uma nova geração do Ypsilon que chega em 2024 e vai ter versões híbridas e 100% elétrica. Para além disso, podemos esperar um crossover compacto dois anos depois e, em 2028, um hatchback compacto, ambos elétricos.

Através destes três modelos, Luca Napolitano quer adotar uma estratégia semelhante à da Mercedes, ou seja, dar mais importância ao lucro ao invés de volume de vendas. “O volume é claramente importante, mas os nossos objetivos são os lucros”, disse Napolitano em entrevista, citado pela Automotive News. “Ainda precisamos de trabalhar e olhar para uma referência… que para nós é a Mercedes”, acrescentou Napolitano. No entanto, descarta a possibilidade de ser um concorrente direto do gigante alemão. “Não quer dizer que queremos lutar contra a Mercedes, isso seria ingénuo, mas é um exemplo do que procuramos”.

Fonte: Automotive News

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)