Luca de Meo quer manter redução de custos na Renault para depois investir no futuro

By on 10 Novembro, 2021

Luca de Meo pretende reduzir custos de forma a recuperar da perda de 8 mil milhões de euros sofrida durante a primeira metade de 2020.

O ano de 2020 foi crítico para a grande maioria dos fabricantes de automóveis. De facto, a pandemia de Covid-19 trouxe grandes prejuízos às marcas que se viram obrigadas a parar produção, ao mesmo tempo que o número de vendas reduziram drasticamente. No caso da Renault, as perdas chegaram aos 8 mil milhões de euros somente na primeira metade de 2020, danos esses que a marca gaulesa ainda está a tentar recuperar. Agora, Luca de Meo, CEO da Renault, referiu, em conferência criada pela Automobilwoche, que a redução de custos, que já está em marcha, é para manter.

No mês passado, de Meo anunciou que já conseguiu reduzir custos em praticamente 2 mil milhões de euros, com a meta a ser de 3 mil milhões de euros em 2025. “Temos de trazer a Renault para uma melhor condição de forma a investir no futuro”, disse de Meo na conferência. O líder vê esta medida como crucial para que entre 2023 e 2025 a Renault consiga ter a melhor gama de produtos de sempre. Refere ainda que já deu luz verde a 12 novos projetos.

Fonte: Automotive News

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)