Lucros da Toyota recuam no último trimestre de 2019 e vendas baixam

By on 6 Fevereiro, 2020

O lucro operacional da Toyota recuou no último trimestre de 2019 (3,2%) devido a taxas de câmbio menos favoráveis e vendas em queda, que acabaram por anular o massivo corte de custos que está em vigor.

Contas feitas, a Toyota teve um lucro operacional de 7 mil milhões de euros (654,4 mil milhões de ienes), tendo o lucro líquido quadruplicado para 7,9 mil milhões de euros, graças aos ganhos bolsistas. Eliminando essas mais valias, o lucro líquido avançou apenas 1,4% para os 3,95 mil milhões de euros, tendo o volume de receita caído 3,3% para 81,48 mil milhões de euros.

As vendas a retalho caíram 0,8% para 2,69 milhões de unidade, já contando com a Hino e a Daihatsu, enquanto as vendas em todo o mundo desceram 3,8% para 2,2 milhões de unidades. Tudo no período entre março e dezembro.

Para a totalidade do ano fiscal, que termina em março, a Toyota reviu as suas previsões. Com o adicional esforço de contenção de custos, melhorias nos serviços financeiros e incremento nas vendas, a Toyota irá fechar o ano fiscal de 2019 com 1,3% de crescimento no lucro operacional (estava previsto um recuo de 2,7%), o que permitirá que o lucro líquido aumenta 25% e não 14,2% como era previsto. As vendas deverão ficam nas 8,95 milhões de unidades, quando em agosto a Toyota previa que fossem vendidos 9 milhões de veículos. No total, com vendas e vendas a retalho, a Toyota irá comercializar 10,73 milhões de carros, um aumento de 1,2%.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)