Lynk & Co, a marca que chega à Europa com um modelo de negócio original

By on 30 Setembro, 2020

A Lynk & Co, marca pertencente ao grupo Geely e, por isso, parente próximo da Volvo, vai chegar aos mercados europeus com um modelo de negócio, no mínimo, original. Depois de começar pelo mercado chinês, a marca vai agora atacar mercados europeus já no mês de outubro. Para tal, realizaram algumas modificações ao SUV 01, como por exemplo, sistema de infotainment com mais conectividade ou a utilização de materiais sustentáveis. De relembrar que este SUV é feito com base na plataforma CMA, a mesma utilizada no Volvo XC40. No entanto, o principal destaque é mesmo o modelo de negócio.

Na conferência de empresa, transmitida desde Gotemburgo, ficou conhecido como será vendido, ou não, o SUV em solo europeu. De um modo geral é possível ter acesso a um modelo da Lynk & Co de três formas. A mais “normal” para todos nós e a possibilidade de, simplesmente, comprar o carro. Depois, pode tornar-se sócio ao pagar 500 euros de mensalidade e, assim, ter acesso ao SUV 01 durante todo o mês. Caso não queira pagar nada, pode ter acesso à App da marca e utilizar o carro partilhado por outra pessoa e pagar o preço que cada utilizador estabelecer, visto que a marca dá total liberdade em relação ao valor de sub-aluguer.

Ou seja, o SUV 01 pode ser visto como carro pessoal, carro alugado, ou um simples equipamento para sub-alugar a alguém. O principal objetivo da marca é criar uma grande comunidade através de uma plataforma digital, sem os concessionários convencionais. Para entrar neste clube é necessário inscrever-se e saiba que as primeiras entradas abrem no final de outubro, com os primeiros veículos disponíveis em abril. “O mercado não precisava de mais uma marca de automóveis, mas de uma nova forma de mobilidade”, afirma o CEO, Alain Visser.

Quando ao preço dos veículos, ainda nada foi divulgado. Porém, sabemos que será vendido sem opcionais e está disponível em duas cores: preto e azul. Relativamente ao método de propulsão, este pode ser feito de duas formas. O primeiro é um híbrido que corre a um motor três cilindros 1.5 litros turbo a gasolina, associado a um motor elétrico, que garantem uma potência combinada de 197 cv. Já a segunda solução é um híbrido plug-in com o mesmo motor a combustão, mas desta vez com dois motores elétricos para uma potência total de 262 cv. A bateria de 16,7 kWh garante uma autonomia elétrica perto dos 70 km.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)