Mansory mostra uma versão muito mais radical do Ferrari SF90 Stradale

By on 6 Junho, 2022

Depois de um F8 Tributo, um Roma, um Portofino, um 812 GTS e um SF90 Spider, a Mansory mostra agora a sua interpretação do Ferrari SF90 Stradale.

Uma das últimas criações da Mansory volta a usar um Ferrari SF90 Stradale como base do projeto. Mas neste caso, o resultado é um modelo que quase lembra um FXX. Os apêndices aerodinâmicos são muito mais exuberantes e a fibra de carbono é um dos materiais dominantes em diversos componentes.

As maiores alterações na carroçaria são o para-choques dianteiro e o traseiro, mas também o capot dianteiro, todos os elementos da carroçaria que cobrem o motor, os para-lamas dianteiros e as saias laterais. Depois disso, há também novos defletores de ar laterais no para-choques da frente, capas dos espelhos em fibra de carbono e novas entradas de ar laterais para o motor. E para complementar, os logos da Ferrari foram também substituídos por outros, específicos desta versão. Até o pequeno triângulo existente na janela dianteira é agora uma peça produzida em fibra de carbono.

Além de tudo isto, as alterações a este SF90 Stradale ainda incluem novas jantes forjadas com 21 polegadas de diâmetro e a adição de um defletor em fibra de carbono. O sistema de escape foi substituído e há novas molas que rebaixam o conjunto em cerca de 25mm.

A bordo, o volante recebe um novo acabamento e tanto as hastes da caixa de velocidades como a decoração das soleiras das portas são também produzidas em fibra de carbono. Tudo isto, além de uma nova decoração de diversos elementos do habitáculo, novas capas para os pedais e até diversas hipóteses de tapetes personalizados.

As alterações a este modelo, no entanto, não se ficam apenas pela estética, uma vez que o motor também recebeu alguns ajustes. A potência chega agora aos 1100 cavalos e o binário aos 980, o que se traduz numa aceleração dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,4 segundos e numa velocidade máxima de 355 km/h.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)