Mas afinal para que serve a sonda lambda?

By on 10 Novembro, 2020

“Sonda” e “Lambda” são duas palavras que aparecem juntas em duas ocasiões. Quando um condutor está a receber más notícias do mecânico ou quando alguém pergunta: “mas o que é isso da sonda lambda?”.

Para simplificar, não vamos fazer deste artigo uma questão técnica e demasiado complexa, pois o objetivo é exatamente o contrário, simplificar e esclarecer a dúvida de muitos curiosos e, infelizmente, condutores, pois é um componente que, de vez em quando, dá sinal de que algo não está bem e necessita de substituição.

Esta sonda não é mais do que um sensor de oxigénio, recolhendo esta informação no sistema de escape dos automóveis. Esses dados são comunicados à unidade de controlo eletrónico do motor que assim ajusta a quantidade de combustível injetada na câmara de combustão. Tudo para que a mistura ar-combustível cumpra a chamada relação estequiométrica, ideal, de 14,7 partes de ar para uma de combustível.

A título de curiosidade, a tecnologia da sonda lambda fez a sua estreia em veículos de produção em 1976, nas séries 240/260 da Volvo. Atualmente, há modelos que já utilizam mais do que uma sonda lambda nos seus motores.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)