Mazda vai cortar 20% do fornecimento de unidades do MX-5 para a Europa

By on 23 Dezembro, 2019

O Mazda MX-5 continua a ser um carro de sucesso e na Europa já vendeu mais de 12 mil unidades em 2019. Porém, em 2020 vai ser um carro mais raro.

O MX-5 vende muito bem globalmente e no Velho Continente continua a ter uma performance estável. Porém, o pequeno “roadster” vai ser mais uma das vítimas dos ridículos níveis de emissões de CO2 que a União Europeia impôs. Porque o motor 2.0 litros do carro pode desequilibrar as contas das emissões da Mazda –emite 155 gr/km de CO2 enquanto o 1.5 litros fica-se pelas 138 gr/km – a casa japonesa decidiu, diz o “Financial Times” descontinuar algumas variantes, nomeadamente, a equipada com o bloco 2.0 litros. E a própria Mazda já avisou os importadores que a redução pode ser de 20% nas vendas. Ou seja, o foco vai passar a estar no MX-5 com motor 1-5 litros a partir de 2020, com severas limitações às encomendas de motores 2 litros. Tudo sacrificado no altar das emissões europeias e para evitar o pagamento das multas avultadas pela quebra do teto de emissões para 2020.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)