Meio-século depois, o Porsche 911 Carrera RS 2.7 continua a ser incrível

By on 25 Maio, 2022

Lançado no mercado em 1972, o 911 Carrera RS 2.7 era o automóvel de produção mais rápido da sua época e o primeiro a incluir um spoiler dianteiro e um traseiro, a icónica “cauda de pato”.

É vulgarmente conhecido como Carrera RS, ainda que haja mais versões com esta designação. No entanto, na maioria das vezes, a referência está mesmo a ser feita ao modelo apresentado em 1972. Na sua altura, era o modelo de produção mais rápido do mercado, mas foi também o responsável pelo início da produção das versões mais desportivas que ainda hoje fazem parte da gama 911.

O 911 Carrera RS 2.7 foi concebido como um especial de homologação. Era para ser um automóvel desportivo muito leve e rápido”, recorda Peter Falk, Head of Testing de veículos de produção da Porsche na altura do desenvolvimento do Carrera RS. Recebeu melhorias em termos de peso, aerodinâmica, motor e chassis, com o objetivo de trazer para a estrada um modelo que era praticamente de corrida.

Inicialmente, estava previsto serem produzidas apenas 500 unidades deste modelo, mas em menos de dois meses, logo após a sua apresentação oficial no Salão de Paris, já todas tinham sido vendidas, o que fez com que a Porsche tivesse produzido um total de 1.580 unidades deste modelo.

O interior do Carrera RS estava despido de tudo o que pudesse acrescentar peso desnecessariamente tendo sido dispensados elementos como os assentos traseiros, os tapetes, relógio, ganchos para casacos e apoios de braço. Mesmo o logo da Porsche no capot passou a ser um autocolante em vez da peça metálica. Com tudo isto, o peso desceu cerca de 115 quilos, passando para uns referenciais 960.

O motor de seis cilindros opostos somava 210 cavalos às 6.300 rpm, permitindo-lhe acelerar dos 0 aos 100 km/h em 5,8 segundos. E segundo as medições da revista alemã “Auto motor und Sport”, foi o primeiro modelo de produção a passar para baixo da fasquia dos seis segundos. A velocidade máxima era de 245 km/h.

Por fora, e além do spoiler dianteiro e do traseiro “cauda de pato”, estavam também presentes as características jantes Fuchs de 15 polegadas. Na frente, os pneus tinham uma medida de 185mm, enquanto na traseira a largura era de 215mm, o que obrigou a Porsche a alargar a carroçaria em cerca de 42 mm na parte de trás, perto das cavas das rodas, uma ideia que ainda hoje faz a diferença nas versões mais desportivas.

O Carrera RS era também identificado pela presença das letras Carrera na zona lateral da carroçaria, que podia estar pintada de 29 cores diferenças, algumas delas bastante vivas. E nas unidades com a carroçaria em branco, as letras Carrera podiam estar pintadas de vermelho, azul ou verde. E se o cliente assim desejasse, as jantes podiam ser pintadas no mesmo tom.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)