Mercado nacional 2019: Renault manteve liderança

By on 6 Janeiro, 2020

Apesar de um recuo de 7,1% face a 2018, a Renault manteve-se na liderança das vendas em Portugal com quase 30 mil unidades comercializadas.

As 29.014 unidades vendidas asseguram uma quota de mercado de 12,96%, tendo contacto para isso com a vaga de novos produtos e a chegada do novo Clio, que ainda chegou a tempo de amortecer a queda nas vendas experimentada pela casa gaulesa. Com um desempenho cada vez mais forte, a Peugeot fechou o ano de 2018 com o segundo lugar e 23.668 unidades vendidas, 10,58% de quota de mercado.

A Mercedes fechou o pódio nacional com 16.561 unidades vendidas, ou seja, 7,4% de quota de mercado. O Top 5 fecha-se com Fiat (15.069) e Citroen (14.007), sendo que o grupo PSA conheceu brilhante desempenho com Peugeot, Citroen e Opel a estarem no Top 10 das marcas mais vendidas em Portugal.

O mercado nacional em 2019 alcançou um registo negativo de 2% face a 2018, com 267.828 unidades vendidas, com 228.799 ligeiros de passageiros, 38.454 unidades de comerciais ligeiros (-2,1%) e 5.575 unidades de pesados de mercadorias e passageiros (-1,2%).

Destes números convirá destacar o facto do mercado particular representar apenas 40% das vendas totais, sendo que o gasóleo manteve o domínio nas opção de compra, mas com menor expressão. Contas feitas, foram vendidas 127.533 unidades a gasóleo (48,6% das vendas), 110.275 a gasolina (42%). Os modelos eletrificados conhecerem aumento interessante, com 7.096 unidades comercializadas que representam 2,7% do mercado, enquanto os híbridos já valem 5,8%: 3,6% híbridos convencionais (9.428 unidades) e 2,2% são híbridos Plug In (5.798). Nota, ainda, para o mercado dos modelos desportivos/luxo que vendeu 1.640 unidades, com destaque para a Porsche com 749 carros vendidos, a Ferrari com 26 unidades comercializadas, a Bentley com 21 e a Lamborghini com 19 carros matriculados.

Ao longo de 2019, cinco marcas destacaram-se ao averbar subidas, significativas, de vendas em Portugal. A Hyundai foi a marca que mais cresceu em 2019 com 6.144 unidades vendidas (4.605 em 2018), o que representou um crescimento de 33,4%, seguida da Smart (4.071 em 2019, 3.205 em 2018) com 27% de ganho, da Mazda (3.072 em 2019 face às 2.474 em 2018) com 24,2%, da Seat (11.302 e, 2019 contra 9.607 em 2018) com 17,6% e, finalmente, da Mitsubishi que vendeu 2.810 unidades em 2019 contra as 2.577 em 2018, o que significou um avanço de 9%.

No sentido oposto, temos de destacar o Top 5 das marcas que mais perderam em 2019: Nissan, queda de 32,1% face a 2018 (12.701 para 10.233 unidades), Audi, que perdeu 23,8% de vendas (4.851 em 2018, 3.696 em 2019), Opel que apesar de ficar no Top 10 das mais vendidas, perdeu 19,6% de vendas em relação a 2018 (de 12.701 para 10.206 unidades), Volkswagen com queda de 16,4% (12.407 carros em 2018, 10.371 em 2019) e, espante-se, a lider de vendas nacional recuou 7,1% em 2019.

O ano de 2020 manter-se-á desafiante para as marcas representadas em Portugal, com a pressão sobre as emissões a uma judiciosa escolha dos modelos em comercialização, a supressão de algumas gamas e o foco nas versões eletrificadas. Ou seja, este ao veremos a gasolina a assumir a liderança das vendas em Portugal e ao reforço da quota de mercado dos híbridos e dos elétricos, com aumentos de preços e um mercado que pode ficar ainda mais deprimido, embora seja expectável um aumento do mercado dos particulares.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)