Mercedes-AMG GT63 S E Performance: Potência servida de forma complexa

By on 7 Setembro, 2021

 A Mercedes apresentou o novo AMG GT63 S E Performance, o seu novo híbrido topo de gama da AMG. A nova proposta promete muita potência servida de forma muito complexa.

A Mercedes-AMG declara uma potência combinada a 831 cv, com um torque de pico de 1400 Nm de binário disponível em overboost quando o Launch Control é acionado. Com este modo selecionado, atinge 100km/h em 2,9 seg, 200km/h em menos de dez segundos e continuará a uma velocidade máxima de 314 km/h.

Tudo isto é servido à boa maneira alemã, com um sistema híbrido que fornece potência às quatro rodas. A unidade motriz do carro conta com o motor V8 M177 de 4 litros biturbo com 631 cv e 900 Nm de binário disponível entre 2500 e 4500 rpm, números muitos semelhantes ao GT63 S. O truque chega com o sistema elétrico que fornece mais 200 CV e 320 Nm de binário. Até aqui nada parece difícil de entender mas o sistema de transmissão usado permite que o motor de combustão sirva a sua potência às quatro rodas, com uma transmissão automática de nove velocidades (favorecendo claramente o eixo traseiro) mas a ajuda do motor elétrico montado no eixo traseiro pode ser direcionado apenas para o eixo traseiro, mas também para o eixo dianteiro, por uma segunda transmissão de duas velocidades. No fim de contas são dois motores, um de combustão e outro elétrico que fornecem energia às quatro rodas, mas dependendo do modo escolhido a divisão da potência pode ser feita de forma distintas com o modo drift a enviar toda a potência apenas para as rodas traseiras, para não se perder muito tempo a desfazer um conjunto de pneus.

Claro que esta tecnologia torna o carro mais pesado, neste caso 2380 kg, mais 260kg que o GT63 S sem baterias. Para compensar este peso o chassis foi reajustado contando com novos amortecedores adaptativos acoplados à suspensão pneumática com uma calibração por medida. Os travões de carbono cerâmico são também de série, com pinças dianteiras de seis pistões em discos de 420mm, e unidades menores de pinças simples em discos de 380mm na parte de trás, com a ajuda do sistema de regeneração de energia no eixo traseiro para a travagem o que explica os discos mais reduzidos.

Toda esta sofisticação deverá ter um preço a rondar os 150 mil euros, no que é provavelmente um dos veículos mais complexos na estrada. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)