Mercedes apresenta A35 AMG

By on 19 Setembro, 2018

Confirmando a política da Mercedes em oferecer produtos AMG a preços mais convidativos, a casa alemã acaba de lançar o A35 AMG.

Chama-se Mercedes AMG A35 4Matic, utiliza o mesmo bloco de quatro cilindros sobrealimentado do modelo acima, mas aqui não vai além dos 305 CV, acoplado a uma caixa de dupla embraiagem com sete velocidades e sistema de tração integral não permanente.

O carro vai ser apresentado, oficialmente, no Salão de Paris e ficará, na gama Classe A, entre o A250 e o AMG A45 4Matic que a Mercedes vai apresentar brevemente, olhando olhos nos olhos com o Ford Focus RS, Audi S3, BMW M140i e o Volkswagen Golf R.

Para uma marca que já vende mais de 130 mil unidades por ano, a chegada do Classe A aos estábulos da AMG, foi celebrada por Tobias Moers, CEO da Mercedes AMG. “A procura pelos nossos compactos tem vindo a crescer muito nos últimos anos. O sucesso experimentado veio encorajar-nos a expandir a nossa coleção de modelos.” Lembramos que a Mercedes AMG tem 26 modelos diferentes.

O interior do A35 AMG é muito semelhante ao do Classe A normal, recebendo bancos desportivos mais pronunciados, um volante diferente com patilhas e grafismos especiais da versão A35 AMG. O MBUX, o tal sistema que fala connosco, conta com o AMG Track Pace, que regista continuamento dados durante atividade em pista, permitindo que o condutor possa analisar o que fez, desde a aceleração, travagem e até o tempo por volta.

Como o AUTOMAIS já lhe tinha contado, o motor é uma versão descafeinada do M260 que utiliza o A45 AMG com toda a parafernália de tecnologia que contribui para que o motor seja muito potente, mas eficiente no consumo. Existe, agora, até um sistema de escape com melodia aperfeiçoada.

O condutor pode escolher cinco diferentes modos de condução, selecionáveis através do AMG Dynamic Select: Sçippery, Comfort, Sport, Sport+ e Individual. O modo “Sliperry”  é uma novidade que vai estar, também, no A45 AMG, que está programada para pisos molhados, reduzindo potência e binário e faz “short shift”, ou seja, passa de caixa mais cedo para evitar derrapagens escusadas. Outra função nova é a “Glidding” que permite ao condutor escolher entre reduzido ou moderado, alterando desta forma as características do travão motor enquanto o carro está em autoestrada, permitindo assim economizar no combustível.

O modo Sport + com a função Race Start ligada, permite que a aceleração 0-100 km/h se faça em 4,7 segundos com 250 km/h como velocidade máxima limitada. No lado das cifras de consumos e emissões, o A35 AMG emite 167 gr/km de CO2 e gasta, de acordo com o ciclo NEDC, 7,3 l/100 km. O que significa que o Mercedes é um nadinha mais rápido que o BWM M140i e o Audi S3 (4,8 s para o primeiro, 5,3 segundos para o segundo).

Para encaixar toda esta performance, a Mercedes aumentou a rigidez do Classe A adicionando um painel novo por baixo do motor e mexeu na estrutura aparafusando estruturas de alumínio à estrutura em aço. Adicionou dois braços diagonais e assim aumentou de forma substancial a rigidez.

Poderá escolher nos opcionais os amortecedores pilotados da AMG (de série são passivos), os travões receberam reforço em termos de tamanho dos discos (350 mm na frente e 330 mm na traseira), as jantes são de 18 polegadas e a carroçaria foi alargada á frente e atrás, de forma suave, existe um spoiler colocado no topo da tampa da mala e existe um difusor de generosas dimensões. As saídas de escape estão de cada lado do difusor.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment