Mercedes-Benz 190 está a completar os seus 40 anos de existência

By on 8 Dezembro, 2022

Foi desenvolvido como uma alternativa mais compacta à gama do início dos anos 80, sendo que os “pequenos” 190 ainda hoje circulam nas estradas europeias e mantêm um desenho atual.

No final do ano 1982, precisamente no dia 8 de dezembro, a Mercedes-Benz apresentou a sua nova gama de modelos, posicionados abaixo dos dois principais segmentos já existentes. O W201, que conhecemos melhor como o Mercedes-Benz 190, definiram novos padrões de mercado e ainda hoje se mantêm em circulação, sendo um clássico com alguma procura.

No início da sua comercialização, estavam disponíveis apenas duas versões a gasolina, equipadas com um motor 2.0 de quatro cilindros – um 190 com motor de carburador e 90 cavalos de potência e um 190 E com injeção de combustível e 122 cavalos – mas logo no ano seguinte surgiu a versão 190 D, com um motor Diesel de 72 cavalos que incluía um sistema capaz de filtrar alguns dos ruídos emitidos por esta motorização.

Um ano mais tarde, em 1984, foi apresentada a opção mais desportiva de 16 válvulas, o 190 E 2.3-16, que ficou bastante conhecido pela sua presença no campeonato alemão de turismo, o German Touring Car Championship (DTM). Esteve em comercialização até ao início dos anos 90 e a versão mais evoluída era o 190 E 2.5-16 Evolution II, um modelo de homologação para as opções de competição e que se destacava pela enorme asa traseira.

Em maio de 1993, seria encerrada a história do Mercedes-Benz 190, uma que o W202, o seu sucessor, já teria outra designação e que se prolonga até hoje, o Classe C, atualmente na geração W206.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)