Mercedes-Benz inicia produção do AMG ONE entre Brixworth e Coventry

By on 11 Agosto, 2022

As 275 unidades do desportivo que traz para a estrada a tecnologia da Fórmula 1 já começaram a ser produzidas em Inglaterra. As primeiras entregas serão ainda este ano.

Alguns disseram que era impossível, outros que era um sonho tornado realidade. Houve ainda quem referisse que este seria o melhor modelo de sempre da AMG, mas também quem afirmasse simplesmente que nunca o deveriam ter produzido. A verdade é que o projeto que começou de uma forma simples e foi escalando rapidamente está agora a iniciar a sua fase de produção. O Fórmula 1 com autorização para circular em estrada vai mesmo acontecer.

A sua construção, no entanto, não terá lugar na Alemanha, e sim em Inglaterra, onde está sediada a equipa de Fórmula 1. Afinal, são as mesmas pessoas responsáveis pelo desenvolvimento e produção das unidades de propulsão dos monolugares da equipa Mercedes AMG Petronas F1 que também vão ficar encarregues da construção do sistema híbrido com tecnologia baseada na Fórmula 1, com motor V6 turbo de 1.6 litros e quatro motores elétricos.

Depois disso, o conjunto segue para Conventry, onde se encontra com os componentes restantes numa unidade criada especificamente para a produção deste modelo. Ao contrário do que acontece com os automóveis de grande produção, o AMG ONE requer uma construção meticulosa e artesanal, sem grandes automatismos e que exige diversos testes à medida que vai sendo construído.

Isto aplica-se, por exemplo, ao monocoque em fibra de carbono com um tejadilho colado, bem como a todos os componentes desmontáveis da carroçaria, que também são fabricados em materiais leves e estáveis, com um custo de produção muito elevado. Os painéis da carroçaria são os primeiros componentes a serem montados. Todos os encaixes são rigorosamente inspecionados e, se necessário, ajustados ao tamanho. Esta é a única forma para criar um padrão de ligação perfeitamente uniforme. Durante o processo, os especialistas têm de considerar a camada de verniz final, que acrescenta a sua própria espessura de material. Considerando que a espessura dos painéis de carbono é de apenas 1.2 milímetros em determinadas zonas, esta é uma tarefa extremamente minuciosa e que requer um elevado grau de especialização. Quando tudo encaixar na perfeição, vários componentes incluindo as portas e o capot são novamente desmontados e posteriormente pintados à mão como um conjunto para cada automóvel de forma individual – isto assegura uma uniformização perfeita da cor em toda a superfície.

Na etapa de montagem seguinte, a cadeia cinemática e os painéis da carroçaria são montados: o motor V6 turbo de 1.6 litros, a bateria de alta tensão e os quatro motores/alternadores elétricos foram todos previamente testados em bancos de ensaio, em Brixworth, para assegurar que se encontram em perfeitas condições. Exatamente com o mesmo processo utilizado nas unidades de propulsão dos monolugares da equipa de Fórmula 1 da Mercedes. A Mercedes AMG High Performance Powertrains fornece as unidades correspondentes: o motor de combustão híbrido e Turbo, a bateria de alta tensão do híbrido plug-in, o eixo dianteiro com dois motores/alternadores elétricos e a eletrónica de potência incluindo o inversor para cada um dos quatro motores/alternadores elétricos. Durante o processo de montagem, 75 por cento dos componentes já se encontram montados antes de os componentes de alta tensão serem instalados.

No total, mais de 50 especialistas trabalham em cada Mercedes AMG ONE. Após cada estação são realizadas inspeções rigorosas de qualidade com base em características definidas, resultando numa extensa documentação do processo de produção. O rigoroso processo de fabrico é complementado pelos mais modernos métodos de produção da Indústria 4.0, que a Mercedes AMG também utiliza nas instalações de Affalterbach para produzir os motores AMG. Desta forma, os componentes são previamente selecionados em conjuntos coordenados em suportes de material e estão disponíveis exatamente no momento certo e no local certo.

A fase final da produção é marcada por um ensaio num campo de testes próximo à fábrica, onde cada Mercedes AMG ONE é sujeito a testes de aprovação final por um piloto de testes de fábrica. Logo que tenha a sua aprovação, o automóvel é fornecido com a proteção de transporte apropriada e é transportado num camião fechado para a sede da Mercedes AMG em Affalterbach. É aí que os especialistas da Mercedes-AMG ONE fornecem instruções técnicas sobre o veículo e onde é realizada a entrega do veículo.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)