Mercedes C36 AMG cumpre 25 anos! Parabéns!

By on 7 Setembro, 2018

Foi no dia 9 de setembro que foi revelado o primeiro automóvel de produção em série feito em conjunto entre a AMG e a Mercedes. Estávamos em 1993 e tinha ficado decidido, três anos antes, que a casa de Estugarda e a pequena empresa de Affalterbach tinham acordado o desenvolvimento de um automóvel de elevadas performances produzido em série. Três anos passaram e o fruto dessa colaboração chama-se C36 AMG.

Tinha como base o C280, mas quase nada ficou desse modelo. O motor era o M104, um seis cilindros em linha com 3.2 litros igual ao usado no Classe E W124, no E320. Os magos da AMG mudaram o diâmetro (de 89,9 para 91 mm) e o curso (de 84 para 92,4 mm) para elevar a cilindrada para os 3.6 litros. Mudaram a cambota, utilizando a mesma do bloco diesel OM605 de 3.5 litros, redesenharam os contra pesos e as capas, os pistões eram forjados e específicos deste motor, a admissão foi modificada, os veios de excêntricos também e as saídas de escape foram modificadas. No final ficou um motor de seis cilindros com 3.6 litros e 280 CV com 385 Nm de binário. Tudo ligado a uma caixa automática de quatro velocidades que mais tarde foi substituída por uma unidade com cinco marchas. O C36 AMG chegava dos 0-100 km/h em 6,7 segundos, o que na época era verdadeiramente impressionante.

A Mercedes vendeu cerca de 5200 unidades de um carro que era cara para a época, mas que deixava um sorriso nos lábios de quem o conduzia. Acabou substituído por uma versão com motor V8, mas os conhecedores dizem que o melhor AMG da era moderna foi este C36. Um carro fabuloso, hoje raro e com elevado valor.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)