Mercedes quer vender fábrica da Smart em França

By on 6 Julho, 2020

A Daimler quer fazer um realinhamento global da sua capacidade de produção, mas apesar do anúncio de fecho da fábrica, os atuais Smart vão continuar a ser feitos em Hambach.

A ideia é fechar a fábrica de Hambach, França, como parte do referido realinhamento de capacidade de produção, mas sobretudo parte do enorme plano de corte de custos que está em andamento na Daimler.

A fábrica localizada na província francesa de Moselle, ficou conhecida como “Smartville”, foi inaugurada em 1997 para produzir os modelos da Smart e hoje continua com essa função, fabricando os Smart EQ ForTwo e EQ ForTwo Cabrio, tendo cerca de 1600 colaboradores. É esta “Smartville que a Mercedes deseja vender.

Curiosamente, a Mercedes tinha anunciado um investimento de 500 milhões de euros nas instalações para ser atualizada para a produção de veículos elétricos da submarca EQ lado a lado com os modelos da Smart. Mas, tudo isso acabou por se alterar com a venda de 50% da Smart aos chineses da Geely, que vão tomar conta da marca no futuro deslocando a produção para a China, como ficou escrito no acordo entre a Mercedes e a Geely.

Imediatamente se levantaram interrogações sobre o futuro da “Smartville”, que agora se confirmam com a Mercedes a fechar a unidade francesa. A Mercedes argumenta que a pandemia de Covid-19, a necessidade de investir fortemente na eletrificação e na digitalização, além da obrigação de reduzir as emissões de CO2, levaram a esta decisão.

A Mercedes necessita de encontrar a sustentabilidade dos seus custos de produção e estruturais, tornando-os mais eficientes. Por isso mesmo o futuro utilitário elétrico da gama EQ que esta previsto para Hambach será deslocado para as unidades de produção de Bremen, Rastatt e Sindelfing.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)