Mercedes vende metade da Smart à Geely

By on 27 Março, 2019

O AUTOMAIS já tinha deixado claro que a Daimler estava a pensar, seriamente, no que fazer á Smart, depois de anunciar que a transformaria numa marca elétrica. Fuga para diante, sabe-se, agora é chamariz para atrair capital chinês.

A Smart, não é segredo para ninguém, nunca deu lucro (estima-se que as perdas sejam de 700 milhões de euros ao ano, pois a Daimler nunca referiu cifras do exercício da Smart) e no passado vendeu 128 802 unidades, um pingo no mar de 2,3 milhões de unidades comercializadas pela Daimler. Estando no anoitecer do acordo com a Renault para fabricar modelos urbanos e sendo certo que não será renovado, a Smart ficou, automaticamente, em maus lençois. 

Necessitando de contar todos os tostões para investir, pornograficamente, na mobilidade elétrica e a marca EQ, a Daimler vasculhos todos os cantos e decidiu que a Smart seria uma marca puramente elétrica a partir de 2020. Percebe-se que a Daimler já tinha em mente acabar com a Smart (afinal pode fazer citadinos com o seu nome sem problema) ou vender parte dela.

Ali ao lado estava a Geely, o maior acionista da Daimler (tem 9,7%) desde 2018, pelo que juntou-se o útil ao necessário e a empresa chinesa, dona da Volvo, fica com 50% da Smart.

Todas estas decisões precipitaram-se com a saída em maio deste ano de Dieter Zetsche da presidência da Daimler – sempre um enorme defensor da Smart, ele que foi o homem que recebeu a marca e a desenvolveu ao longo de 25 anos – e a entrada de Ola Kallenius, um homem que não quer a Smart.

Há um pequeno problema, porém, em tudo isto, o Governo alemão. Existe uma lei, ratificada pelo parlamento, que bloqueia investimentos de empresas fora da União Europeia acima de 15%, em empresas consideradas sensíveis, estando incluídas nesse lote, as empresas de defesa, energia e automóvel.

Poderá a Geely ter de pegar na Volvo e fazer da marca sueca sócia da Daimler na Smart, ficando por perceber qual o interesse do gigante chinês que além dos 9,7% que tem na Daimler, a dona da Geely Auto e das marcas LEVC, Lynk&Co, Lotus, Proton, Yuan Cheng Auto e Volvo.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)