Muito provavelmente, o Ford Escort RS Turbo mais caro em todo o mundo

By on 29 Agosto, 2022

A Silverstone Auctions teve disponível para venda em leilão um Ford Escort RS Turbo S1 de cor negra, que é bem capaz de ser a única do planeta. Mas não foi por isso que o valor ficou tão elevado.

Por vezes, surgem automóveis incríveis nas vendas de leilões, que se distinguem pela sua exclusividade ou pela sua história. Mas neste caso, este Ford Escort RS Turbo S1 de 1985, tem um pouco das duas. Além de ser o único RS Turbo S1 com a carroçaria pintada de negro, teve também como primeira proprietária a Princesa Diana.

Numa curiosa coincidência de datas, estamos agora passar pela data em que este Ford Escort recebeu a sua matrícula, a 23 de agosto de 1985, mas também pelos 25 anos do fatídico dia em que a Princesa Diana perdeu a vida, num acidente de automóvel em Paris. E agora, com 37 anos de idade, este Ford Escort está num estado de conservação imaculado, digno de qualquer coleção, o que despertou o interesse nesta venda, levando a escala do valor até às 722.500 libras, antes do martelo bater.

Segundo os dados existentes, diz-se que a Princesa Diana queria ter como o seu novo carro pessoal, em 1985, um Ford Escort 1.6i Cabriolet de cor vermelha, em vez de circular nos habituais Rolls-Royce e Daimler que chamavam demasiado a atenção, sempre que Diana desejava visitar algumas lojas ou almoçar com amigas. Mas o seu desejo foi negado de imediato pelo seu guarda costas, uma vez que a capota de lona deste modelo não oferecia qualquer privacidade e o seu comando manual era pouco ou nada seguro. Ainda assim, a Princesa desejava manter a opção de ter o seu próprio carro de forma a chamar menos a atenção do que andar de Rolls-Royce.

A proposta do departamento de relações públicas da Ford foi a de criar uma unidade do Ford Escort RS Turbo da primeira série com a carroçaria pintada de negro, ao contrário de todas as outras unidades que tinham a carroçaria em branco. Além desta diferença, e para ficar ainda mais discreto, este Ford Escort recebeu ainda uma grelha frontal mais convencional com cinco lâminas horizontais e foram instalados um segundo espelho retrovisor interior e um sistema de comunicações para o guarda-costas que acompanhava sempre Diana nas suas saídas.

Apesar desta especificidade, o Ford Escort RS Turbo S1 de cor negra foi visto e fotografado milhares de vezes nas lojas de Chelsea e nos restaurantes de Kensington, havendo mesmo uma imagem do futuro Rei, o Príncipe William, sentado nos lugares traseiros com a mãe ao volante.

A Princesa Diana usou este Ford Escort entre agosto de 1985 e maio de 1988, altura em que regressou à Ford com cerca de 6.800 milhas percorridas. Depois disso, o carro acabou por ser vendido a Geoff King, para ser usado pela sua esposa e em setembro de 1993 foi usado num concurso de uma rádio, ficando a cargo de uma Miss Jones até novembro de 1994, data em que foi comprado por um Sr. Windsor.

Felizmente, o seu estado de conservação foi sempre mantido da melhor forma, o que, em 2008, chamou a atenção de um dos responsáveis por uma das melhores coleções de Ford RS do Reino Unido. O valor desta unidade fica ainda mais elevado por ter apenas 24.961 milhas percorridas, um estado de conservação imaculado e um registo histórico muito detalhado, com inúmeras imagens, recortes de jornais em que surgiu com Diana e até o registo da alteração da matrícula, quando deixou de ser usado pela família real e o seu regresso, anos mais tarde, ao original C462 FHK que usou no seu início de vida.

É uma venda incrível, por um valor memorável, mas que está de acordo com um automóvel que inclui tanta história e está no estado de conservação que se pode ver nas imagens da autoria da Silverstone Auctions.

Photo by Brendan Beirne/Shutterstock
Credit: Photo by Brendan Beirne/Shutterstock
PRINCESS DIANA Various British royals – Apr 1987
Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)