Nissan abandona fundo em colaboração com a Renault

By on 12 Março, 2020

A casa japonesa, duramente atingida pelo escândalo Ghosn e pelo coronavírus (perdeu quase 80% das vendas na China), está a tentar abandonar uma parceria num fundo de capital de risco onde participa com a Renault e a Mitsubishi.

Segundo várias fontes citadas pela Reuters, o construtor japonês está empenhado em cortar custos e conservar dinheiro no banco e por isso deverá abandonar o referido fundo de risco, acompanhando a Mitsubishi que anunciou não voltar a injetar dinheiro mo fundo, conhecido como Alliance Ventures. A decisão oficial será anunciada até ao final do mês.

Escutada uma fonte próxima do assunto dentro da Nissan, a situação é clara: “Claro que estamos fora! Temos a casa a arder e não podemos continuar!” Ninguém da Nissan ou da Mitsubishi veio confirmar ou desmentir a notícia da Reuters.

O fundo Alliance Ventures foi estabelecido debaixo da orientação de Carlos Ghosn e foi constituído com um investimento inicial de 200 milhões de dólares, mas com o objetivo de chegar aos mil milhões de euros em 2023. Do portfólio de investimentos, fazem parte a “startup” chinesa de robô-táxis WeRide e a empresa de retalho baseada na internet Tekion Corp. O fundo foi constituído por Carlos Ghosn como forma de ganhar dinheiro, identificando oportunidades para investir em “startups”. Porém, olhando á situação financeira difícil, a Nissan prefere reaver o dinheiro investido e guardá-lo para as necessidades que aí vêm.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)