Nissan junta-se às marcas que optaram por encerrar as suas atividades na Rússia

By on 11 Outubro, 2022

A Nissan anunciou hoje que a sua saída do mercado russo está iminente, faltando apenas a formalização do processo de venda das suas atividades à NAMI (State Research Center of the Russian Federation).

A Nissan acaba de anunciar a sua saída do mercado russo, depois de ter as suas operações suspensas desde o passado mês de março. Desta forma, todas as operações da Nissan Manufacturing Russia LLC (NMGR), passam agora para a NAMI, o “Instituto Central de Pesquisa e Desenvolvimento de Automóveis e Motores”, que as irá utilizar em futuros projetos de veículos de passageiros. Esta venda inclui as instalações de produção de veículos e de R&D em São Petersburgo e as de Vendas e Marketing existentes em Moscovo, que vão passar a operar com um novo nome.

Em nome da Nissan, agradeço aos nossos colegas russos pela sua contribuição ao longo de muitos anos. Embora não possamos continuar a operar neste mercado, encontrámos a melhor solução possível para apoiar os nossos trabalhadores“.

Makoto Uchida, CEO da Nissan

Os termos da venda permitem que a Nissan tenha a opção de voltar a adquirir esta entidade e as suas operações ao longo dos próximos seis anos, sendo que, para já, todos os funcionários da marca terão o seu emprego garantido durante 12 meses. A venda deverá ser formalizada nas próximas semanas, após aprovações das autoridades competentes. A Nissan quer ter um impacto único de aproximadamente 100 bilhões de ienes com esta saída, mas os principais detalhes deste processo só serão revelados durante os resultados do segundo trimestre em novembro de 2022.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)