Nova arquitetura elétrica da GM processa até 4,5 TB de dados a cada hora

By on 21 Maio, 2019

A General Motors revelou uma plataforma automóvel digital, que pavimenta o caminho rumo à próxima geração de veículos com características de segurança activa inovadoras e a mais recente evolução do sistema de condução semi-autónoma da GM, o “Super Cruise.

De acordo com a comunicação da GM, os veículos vão evoluir e vai ser necessário uma banda mais larga de dados e conectividade, para assegurar que coisas como a mecânica elétrica, sistemas avançados de segurança e condução semi-autónoma, que vão ter de trabalhar em conjunto.

Para enfrentar esse desafio, a General Motors desenvolveu uma arquitetura capaz de lidar com 4,5 TB de dados por hora, um aumento muito grande de largura da banda e da gestão de dados.

O processamento de dados é um dos benefícios da arquitetura da plataforma, outra melhoria tem a ver com as comunicações, oferecendo conecções de 100 MB, 1 GB e 10 GB. A arquitetura permite, também, atualizações via internet e os consumidores podem esperar receber atualizações para o seu veículo.

Uma das grandes mudanças da arquitetura desta plataforma, é a luta contra o cibercrime. Cada vez mais a cibersegurança é importante nesta época de conectividade e com a condução autónoma. Ninguém quer que o carro seja desviado por um ciberataque. Veja o vídeo e saiba que o primeiro modelo a utilizar esta plataforma será o Cadillac CT5, versão de 2020.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)