Novo Ford Kuga passa a ser o modelo mais eletrificado da gama Ford

By on 24 Março, 2020

Sinais dos tempos, o novo Ford Kuga foi apresentado à imprensa nacional via internet e o AUTOMAIS esteve presente e conta-lhe, agora, tudo sobre o renovado SUV da casa da oval azul.

Para a Ford, o Kuga tem a maior oferta de opções de propulsores eletrificados, com destaque para o Kuga Plug-In Hybrid. O novo Kuga vem juntar-se ao Puma, oferecendo uma gama completa de produtos SUV. A Ford não deixou pedra sobre pedra e renovou o SUV de uma ponta à outra para oferecer um carro que na opinião da Ford “é elegante e exclusivo” com muita tecnologia embarcada e o reforço a conectividade. Mais leve até 80 quilos que o anterior modelo, o Ford Kuga já está disponível em Portugal com preços a partir dos 31 mil euros (clique aqui para ver todos os preços).

Estilo inspirado no Puma

A Ford diz que o novo Kuga foi “desenhado pelos nossos clientes”, ou seja, a casa americana escutou os clientes que fizeram do anterior Kuga um dos carros mais vendidos no seu segmento. Mas o estilo do renovado SUV da Ford bebeu influência no mais recente Puma, tendo como base a plataforma global da marca que permitiu ao Kuga, feitos os testes de embate da EuroNCAP, alcançar as cinco estrelas. Oferece, igualmente, mais 10% em termos de rigidez torsional, ajudando o comportamento. Ao mesmo tempo, esta plataforma permite oferecer mais espaço interior.

A Ford chama ao estilo do Kuga “diferenciado, mais esculpido e simplificado, cm proporções Premium.” A distância entre eixos é maior, tem um capô comprido, um para brisas mais inclinado e uma linha de tejadilho baixa e curva, tal como sucede no Puma. 

A Ford reclama para o Kuga os melhores valores da classe em termos de espaço para as pernas dos lugares traseiros e na bagageira, utilizando para isso a possibilidade de fazer o banco traseiro correr sobre calhas num máximo de 15 cm para diante ou para trás.  

Equipamento completo, gama simples

As versões Kuga Titanium, ST-Line e ST-Line X compõem a gama disponibilizada pela Ford. O Kuga Titanium, acesso à gama, destaca uma proteção inferior dianteira, um difusor traseiro, capas dos espelhos, frisos laterais e puxadores das portas na cor da carroçaria, luzes diurnas em LED e jantes de liga leve de 17 polegadas de série e de 19 polegadas em opção, entre outros como o ar condicionado.

O estilo do Kuga ST-Line é inspirado nos modelos da Ford Performance, oferecendo pára-choques e saias laterais na cor da carroçaria e acabamentos em preto na grelha, proteção inferior dianteira, difusor traseiro e barras de tejadilho. Um spoilertraseiro de grandes dimensões, jantes de liga leve de 18 polegadas (de série), ou de 19 polegadas (em opção), e dupla saída de escape desportivo. No interior, o forro do teto em tom escuro, os bancos ST-Line com costuras de contraste a vermelho, os pedais em alumínio, o volante cortado em baixo e os tapetes e as embaladeiras ST-Line, refletem a ideia de modelo mais desportivo. O novo Kuga estará disponível em 11 cores, incluindo as novas tonalidades Diffused Silver (cinza parata) e Sedona Orange (laranja). A versão ST-Line oferece mais equipamento, dentro do registo do ST-Line.

Interior mais espaçoso

O Ford Kuga é 44 mm mais largo e 89 mm mais comprido que o modelo anterior, tendo também mais 20 mm na distância entre eixos. No interior, isto traduz-se em mais espaço ao nível dos ombros, ancas e cabeça para os ocupantes dianteiros e traseiros, apesar de ser 6 mm mais baixo do que o modelo anterior. 

Para os que viajam atrás, os bancos laterais podem dispor de aquecimento, uma novidade absoluta no modelo. Além disso, todos os bancos traseiros podem ser movidos para trás, oferecendo um valor referencial na classe de 1035 mm de espaço para as pernas, ou para a frente, aumentando a capacidade da bagageira para 645 litros, o melhor valor da classe. O rebatimento dos bancos é feito através de um dispositivo remoto, facilitando a operação e criando uma superfície totalmente plana. 

A bagageira inclui também um tapete reversível em veludo de alta qualidade numa das faces, para uma aparência e sensação de alta qualidade, e em borracha na outra face, oferecendo uma superfície robusta e durável, ideal para evitar que a sujidade de objetos e de equipamentos desportivos atinja o interior. 

Pela primeira vez, um SUV da Ford tem “head up display”, jumtando a isso muitos outros equipamentos de segurança.

Ênfase na eletrificação

Para o SUV mais vendido da Ford e o terceiro modelo com mais clientes atrás do Fiesta e do Focus, a casa da oval azul escolheu apostar forte na eletrificação. Aliás, isso faz parte do compromisso da marca de oferecer uma opção eletrificada em todos os modelos de passageiros a lançar no mercado europeu, aumentando até 2021 para 18 o número de modelos eletrificados á venda na Europa. 

O Kuga tem destaque a versão híbrida Plug In, mas oferece opções híbrida e híbrida suave. O híbrido Plug In combina um motor a gasolina de 2,5 litros e quatro cilindros, que funciona com ciclo Atkinson, um motor elétrico e um gerador, a que se junta uma bateria de iões de lítio de 14,4 kWh. Contas feitas, a potência é de 225 CV, oferecendo uma autonomia em modo puramente elétrico de 72 km (56 km debaixo do protocolo WLTP). Quanto aos consumos, a Ford homologou 1,2 l/100 km (1,4 l/100 km sob o protocolo WLTP) com emissões estimadas a partir de 26 g/km CO2. Para ajudar os condutores, o Kuga Hybrid Plug In oferece diversos modos de condução: EV Auto, EV Now, EV Later e EV Charge. A bateria pode ser carregada utilizando uma ficha localizada no para choques dianteiro ou então através dos modos de condução do sistema, como se de um híbrido normal se tratasse. Para carregar a bateria numa ficha normal, são precisas 6 horas.

Quanto ao Kuga EcoBlue Hybrid junta os predicados do motor diesel á eletrificação, pegando no bloco diesel EcoBlue de 2.0 litros com 150 CV, juntando a tecnologia “mild-hybrid” que utiliza um sistema de motor de arranque /gerador, comandado por correia (na Ford chama-se BISG: “Belt-driven Integrated Starter/Generator”). Este sistema substitui o alternador convencional e permite a recuperação e armazenamento da energia durante as desacelerações, assegurando a carga do pacote de baterias de 48 V de iões de lítio, refrigeradas a ar. O sistema BISG funciona também como motor, utilizando a energia armazenada para fornecer assistência elétrica de binário ao motor térmico em condições normais de condução e aceleração, assegurando, também, o funcionamento dos auxiliares elétricos do veículo. O sistema de 48 V assegura, também, que a tecnologia Auto Start-Stop funcione em mais situações, melhorando assim a poupança de combustível com consumos desde 4,3 l/100 km (5,0 l/100 km no protocolo WLTP) e emissões CO2 desde 111 g/km (132 g/km segundo o protocolo WLTP).

Finalmente, a versão Kuga Hybrid, disponível para encomenda a partir do final do ano, combina um motor a gasolina de 2,5 litros de ciclo Atkinson, motor eléctrico, gerador, bateria de iões de lítio e uma transmissão automática de distribuição de potência. O Kuga Hybrid tem tração dianteira e tração Integral Inteligente da Ford, com consumos de 5,6 l/100 km e emissões de 130 g/km CO2. 

A gama do Kuga oferece, ainda, os motores Ford EcoBoost, a gasolina, e Ford EcoBlue, a gasóleo, todos com função Auto Start-Stop. O primeiro, com 1.5 litros de cilindrada, está disponível com dois níveis de potência (120 e 150 CV) têm consumos a partir de 5,5 l/100 km (6,6, l/100 km sob protocolo WLTP) e emissões de 125 gr/km de CO2 (150 gr/km em WLTP). Este motor tem desativação de cilindros, uma estreia mundial num bloco de apenas 3 cilindros. Já o segundo, com 1.5 litros de cilindrada, oferece 120 CV e consumos de 4,2 l/100 km (5,1 l/100 WLTP) e emissões de 108 gr/km (133 gr/km WLTP), oferecendo tecnologias como a recirculação de gases de escape com refrigeração por permutador de calor, turbo de baixa inércia e sistema de injeção de alta pressão. A Ford adicionou a esta gama de motores uma nova caixa automática de 8 velocidades disponível para o bloco 1.5 Ecoboost de 120 CV.

O Kuga oferece, pela primeira vez, a tecnologia de modos de condução que permite aos condutores ajustar a resposta do acelerador, o peso da direção e o controlo de tração, bem como os padrões das passagens de caixa nas versões automáticas, para fazer corresponder a resposta e as performances aos cenários de condução. 

Juntamente com os modos Normal, Sport e Eco, o modo Slippery oferece mais ajuda ao condutore em superfícies de baixa aderência, tais como neve e gelo. O modo Deep Snow/Sand ajuda a manter a dinâmica e a progressão do veículo em superfícies macias e deformáveis.

Mais tecnologia

O Kuga permite dizer adeus a cabos e fichas espalhados pela consola para carregar os dispositivos eletrónicos, graças a uma nova base de carregamento sem fios situado por baixo do painel de instrumentos. O sistema funciona com smartphones compatíveis e deteta automaticamente os dispositivos para iniciar a carga, mantendo-os ligados ao sistema Bluetooth mesmo em carga. O Kuga oferece o sistema de comunicação e entretenimento Sync 3 com ecrã táctilde 8 polegadas com capacidade para controlo por toque e arrasto. O Apple CarPlay e o Android Auto é de série. 

O painel de instrumentos LCD de 12,3 polegadas é novo e a Ford reclama que é o primeiro na indústria a usar a tecnologia de forma livre, que permite que os bordos superiores sejam curvos. O painel de instrumentos (24 bits) é capaz de gerar imagens e símbolos de alta definição mais detalhados e intuitivos, mais fáceis de ler e menos cansativos para os olhos. Há um novo sistema de áudio Bang&Olufson Play, com 575 W, dez altifalantes e um subwooferexterno.

Fazendo a sua estreia na Ford, integrado no sofisticado sistema de Sistema de Manutenção na Faixa, a Deteção de Ângulo Morto combina o Sistema de Informação de Ângulo Morto (BLIS) da Ford e o Sistema de Manutenção na Faixa para monitorizar o ângulo morto do condutor em relação a veículos que se aproximam por trás ao circular em estradas de faixas múltiplas. 

A nova tecnologia de Informação de Perigo na Via – activada pelo FordPass Connect – informa os condutores de uma situação de perigo na estrada em que segue, mesmo que o incidente não seja visível devido a uma curva no trajeto ou a outros veículos. As notificações são apresentadas independentemente da navegação por satélite e têm origem em autoridades locais, serviços de emergência e dados de condução oriundos de outros veículos conectados à nuvem.

O Kuga apresenta em estreia uma versão melhorada do assistente de Pré-Colisão com tecnologia de travagem ativa, que integra uma nova função de cruzamento que pode aplicar automaticamente os travões para evitar ou mitigar os efeitos de um acidente. 

A função Stop & Go – disponível com a transmissão automática de oito velocidades – permite que o sistema de cruise control adaptativo pare completamente o veículo em condições de pára-arranca, utilizando até 50% da força total de travagem, bem como avançar automaticamente se a paragem for inferior a 3 segundos. Para paragens de duração superior, o condutor pode premir um botão no volante ou carregar no acelerador, para avançar. O alerta de tráfego cruzado adverte os condutores que saem em marcha-atrás de um lugar de estacionamento de veículos, de que outros veículos poderão estar prestes a cruzar-se na sua trajetória.

Outras tecnologias concebidas para ajudar os condutores do Kuga a evitar acidentes e as distrações incluem o assistente de manobras evasivas (concebido para funcionar a velocidades urbanas e de auto-estrada), utiliza um radar e uma câmara para detetar veículos mais lentos ou imobilizados. Na iminência de uma colisão, assiste os movimentos na direção para permitir aos condutores manobrar e evitar o embate.

Em caso de acidente, a travagem pós-colisão ajuda a reduzir o impacto de uma potencial segunda colisão, ao aplicar automaticamente uma pressão de travagem moderada quando é detetada uma primeira colisão.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)