Novo Jeep Compass, a primeira novidade da marca na era Stellantis

By on 6 Abril, 2021

A Jeep apresentou o novo Compass, a primeira novidade da marca norte-americana desde a criação do Grupo Stellantis. Produzido em Melfi, Itália, é visto como um dos produtos mais importantes ao representar mais de 40% das vendas da Jeep na Europa. Como tal, foi desenvolvido a pensar nos gostos dos condutores europeus para se tornar mais apelativo.

No exterior, mantém-se igual a si mesmo com as linhas típicas da Jeep. No entanto, exibe uma estética renovada, com um design mais moderno. A tradicional grelha Jeep foi reformulada ao dividir-se em duas secções horizontais. Para além disso, recebe novos faróis dianteiros Full LED e luzes diurnas reposicionadas.

Passando para o habitáculo, é aqui que encontramos as principais alterações a pensar no cliente europeu. Assim, a tecnologia está bastante presente ao receber painel de instrumentos digital com 10,25 polegadas. Este é ladeado por um ecrã central tátil que pode assumir duas dimensões – 8,4 ou 10,1 polegadas – e posiciona-se num plano mais elevado. Ao nível do sistema de infotainment, o Jeep Compass recebe o Uconnect 5 que é, segundo a marca, cinco vezes mais rápido a processar do que o anterior, tendo por base um sistema operativo de origem Android. Tem ainda os cada vez mais comuns sistemas de conectividade ao smartphone Apple CarPlay e Android Auto. Do ponto de vista da funcionalidade, a Jeep teve especial atenção ao aumentar os espaços de arrumação. Já os acabamentos e materiais utilizados são melhores comparativamente com a anterior geração.

Novo motor a gasolina e soluções híbridas plug-in

Relativamente a motorizações os clientes vão ter uma grande panóplia de opções desde motores a combustão pura até aos híbridos plug-in. Assim, começando pela gasolina, surge um novo motor GSE de quatro cilindros com 1.3 litros que, de acordo com o revelado pela Jeep, reduz 27% as emissões CO2 face à solução idêntica na anterior geração. Este motor pode debitar 130 ou 150 cv, ambas com 270 Nm de binário. A potência inferior está associada a uma caixa manual, enquanto o segundo equipa uma transmissão automática de dupla embraiagem (DDCT).

Por outro lado, podemos encontrar duas soluções híbridas plug-in, com a designação 4xe. Neste caso, o bloco 1.3 litros está associado a um propulsor elétrico instalado no eixo traseiro. Em conjunto, debitam 190 ou 240 cv, mediante a versão escolhida, sempre associado a uma caixa automática de seis velocidades e sistema de tração integral eAWD. O motor elétrico é alimentado por uma bateria de 11,4 kWh que garante entre 47 e 49 km de autonomia.

Se ainda prefere Diesel, o Compass mantém o motor 1.6 Multijet II com 130 cv e 320 Nm de binário. Este foi atualizado e conta com mais 10 cv face ao antecessor, com destaque para uma melhoria de 10% nos consumos e 11 g/km nas emissões CO2.

Por fim, o Jeep Compass vai ser vendido nas já conhecidas versões Longitude, Trailhawk e Limited. A estas acrescenta-se o novo S, bem como, a edição de celebração do 80º aniversário da Jeep, o “80th Anniversary”.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)