Novo Mercedes-Benz Classe C, ataque ao topo do segmento

By on 23 Fevereiro, 2021

A Mercedes-Benz revelou a nova geração do novo Classe C, o modelo mais vendido do fabricante. A nova aposta da casa alemã reforça argumentos para atacar o segmento D premium e fazer frente aos principais rivais BMW Série 3 ou Audi A4. Para tal, recebe um visual moderno, interior recheado de tecnologia também utilizada no Classe S e uma gama de motores totalmente eletrificada.

Começando pelo exterior, o denominado W206 apresenta-se com as linhas utilizadas nos mais recentes modelos da gama. Apesar de manter as proporções já conhecidas neste modelo, tem alguns retoques de carroçaria que o tornam dinâmico e elegante. Destaque para uma dianteira mais angular, faróis e farolins redesenhados e uma grelha dianteira que varia consoante o nível de equipamento escolhido. Relativamente a dimensões, cresce 65 mm em comprimento, enquanto a distância entre eixos aumenta 25 mm para um novo total de 2865 mm. Com estes números, o Classe C garante um maior espaço no habitáculo para os passageiros.

Motorização totalmente eletrificada

O novo Classe C é apresentado apenas com motorizações eletrificadas com tecnologia mild hybrid ou híbrido plug-in. Começando pelas variantes a gasolina, encontramos motores quatro cilindros de 1.5 litros ou 2.0 litros, ambos equipados com o sistema mild hybrid de 48V. A gama é composta pelo C180, C200 e C200 4MATIC com o motor 1.5 com 125 ou 150 cavalos respetivamente. Já o C300 e C300 4MATIC estão equipados com o motor 2.0 litros a gasolina com 190 cavalos.

As soluções Diesel continuam presentes graças à inclusão do sistema mild hybrid no renovado bloco OM 654M. O quatro cilindros de 2.0 litros está disponível em apenas duas versões: C220d e C300d. A mais acessível debita 147 cavalos, enquanto o 300d chega aos 195 cavalos. De referir que todas as versões (tanto Diesel como gasolina) vão estar equipadas com a caixa automática 9G-Tronic, ou seja, é o abandono de caixas manuais no Classe C.

Numa segunda fase de lançamento, o Mercedes-Benz Classe C vai contar com variantes híbridas plug-in. Com uma potência elétrica de 129 CV e uma autonomia elétrica de cerca de 100 quilómetros, o Classe C plug-in poderá ser utilizado sem emissões poluentes por largos períodos. Recorre ao bloco a gasolina de 2.0 litros atrás descrito com 204 CV, permitindo em conjunto com o motor síncrono permanente (com 440 Nm de binário), oferecer uma potência combinada de 313 CV e um binário total do sistema de 550 Nm. O modo elétrico funciona sozinho até aos 140 km/h, ficando depois limitada.

O propulsor elétrico é alimentado por uma bateria de 25,4 kWh que aumenta a autonomia para cerca de 100 quilómetros. A Mercedes optou também por um novo posicionamento da bateria que melhora a capacidade de carga da bagageira.

Chassis revisto

No que diz respeito a chassis, a Mercedes-Benz realizou uma revisão na suspensão para um melhor nível de conforto, mas também agilidade. O novo Classe C está opcionalmente disponível com sistema de amortecimento continuamente ajustável e uma suspensão desportiva. A suspensão pneumática traseira é um equipamento de série em ambas as variantes Limousine e Station dos modelos híbridos plug-in. Igualmente novidade é a introdução de rodas traseiras direcionais como acontece no Classe S.

Interior “à Classe S”

Passando para o interior, o novo Mercedes-Benz Classe C recebe um visual e alguma da tecnologia também utilizada no novo Classe S. Um dos principais destaques é introdução de um painel de instrumentos de 12,3 polegadas, acompanhado por um ecrã central de disposição horizontal de 11,9 polegadas ligeiramente orientado para o condutor. Em combinação com qualquer linha de equipamento opcional, o novo Classe C está equipado de série com iluminação ambiente de fibra ótica.

Tal como o novo Classe S, o novo Classe C está equipado com a segunda geração do MBUX (Mercedes-Benz User Experience), mantendo a possibilidade de interação direta com o veículo através do assistente de voz. No habitáculo aparecem ainda diversos elementos em cromado que transmitem a sensação de qualidade. Os painéis das portas têm um design minimalista, emoldurando as extremidades do tablier para uma visão contínua na parte superior desse.

Por fim, o novo Mercedes-Benz Classe C vai estar disponível nas carroçarias berlina (limousine) e carrinha (station) com as encomendas a iniciarem-se em março e as primeiras unidades a serem entregues no verão. Numa segunda fase de lançamento vão ainda surgir as versões AMG e All-Terrain.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)