Novo Skoda Fabia está maior e com design em linha com a restante gama

By on 5 Maio, 2021

A Skoda apresentou a quarta geração do Fabia. Uma das principais novidades do novo utilitário checo passa pela utilização, pela primeira vez, da plataforma MQB-A0 do Grupo Volkswagen que também é utilizada pelos Volkswagen Polo, Audi A1 ou Seat Ibiza. Graças a isto, o Skoda Fabia cresce em todos os sentidos. De facto, está 111 mm mais comprido, 48 mm mais largo e conta com mais 94 mm de distância entre eixos. Isto significa que os clientes vão encontrar um espaço no habitáculo referencial e uma bagageira com 380 litros, mais 50 litros do que na anterior geração.

Ao nível visual, o Skoda Fabia aproxima-se dos mais recentes modelos da marca checa, principalmente do Octavia. Assim, destaca-se pela nova dianteira com faróis LED de série e a nova grelha dianteira. Atrás, o logo “Skoda” passa a encontrar-se ao longo da tampa da mala, recebe farolins esguios que, como opção, podem ser em LED e ainda uma asa traseira. Apesar de estar mais apelativo do que o antecessor, a Skoda não esqueceu a vertente aerodinâmica ao garantir um coeficiente aerodinâmico de 0,28.

Interior recheado de tecnologia

Para além de ser uma referência em espaço, tal como revelámos em cima, o habitáculo do Skoda Fabia passou por uma verdadeira revolução ao nível tecnológico. O condutor tem à sua frente o novo volante de dois raios e um painel de instrumentos digital de 10,25 polegadas, em opcional. Ao centro do tablier os clientes podem optar por um ecrã tátil de 6,2, 8,2 ou 9 polegadas com o mais recente sistema de infotainment da marca. Como seria de esperar na marca checa, o sentido prático não falta. Destaque para banco do passageiro dianteiro rebatível, piso inferior na bagageira, bolsa para telemóveis nas costas dos bancos e tomadas de USB.

Relativamente a motores, é em tudo semelhante aos irmãos. Assim, a porta de entrada para a gama é feita pelo motor três cilindros atmosférico 1.0 MPI Evo, contudo, com uma potência inicial inferior, de 65 cv. Este motor tem ainda uma segunda solução com 85 cv e caixa manual de cinco velocidades.

Passando para os motores 1.0 TSI, o mesmo motor três cilindros, mas desta vez acompanhado por um turbo, que debita duas potências distintas: 95 cv e 175 Nm de binário ou 110 cv e 200 Nm de binário. O menos potente é sempre associado à transmissão manual de cinco velocidades, enquanto o segundo recebe uma caixa manual de seis velocidades ou a transmissão DSG de sete velocidades. O Topo de gama é o quatro cilindros 1.5 EcoTSI com 150 cv e 250 Nm de binário.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)