OK, o dinheiro anda curto, mas não deixe o carro na reserva ouviu bem?!

By on 3 Agosto, 2020

Alguém dizia que o mundo é uma bola que rebola e que, inevitavelmente, acaba como o rato a correr atrás da própria cauda. Vem isto a propósito da natural incerteza que todos vivemos e das dificuldades financeiras com que fomos atingidos devido a esta pandemia de Covid-19. Como sempre, há algumas coisas que vão ficando para trás e isso fez-me lembrar o meu querido pai.

Há 30 anos, dizia-me ele “vai lá meter uma ‘sandes’ de 20 paus” sinal que o carro já estava na reserva e era preciso ficar um bocadinho acima. Era mecânico o meu querido pai, mas nem assim percebia que andar com o carro na reserva era um risco. Hoje, a escassez de recursos faz o mesmo… andamos a “sandes” de 10 euros, vá lá, 15 euros.

Os mais antigos, habituados aos carburadores e a “puxarem” o ar para colocar o carro a trabalhar, vão dizer-lhe que sou maluco quando lhe digo que não deve andar com o deposito quase vazio e o motor a trabalhar a vapores de combustível. 

Em primeiro lugar, meter as tais “sandes” de 10 euros de gasolina ou gasóleo não é mais barato, pois o carro gasta o mesmo com 40 litros no depósito ou com 5 litros. Mas os problemas e custos que andar sempre na reserva podem originar, ah! posso lhe garantir que vão ficar bem mais caros!

Imagine o seguinte: anda sempre na reserva e por qualquer razão tem de ir ao hospital ou a uma zona de rastreio e as bombas de gasolina estão fechadas? Pode ficar a meio caminho! Ou, mesmo que consiga chegar perto, imagine que a sujidade do depósito entra no circuito de alimentação do motor e… este para sem voltar a trabalhar? O que é que vai fazer? Vai com um doente a pé? Não tinha pensado nisso, pois não?!

Mas há mais razões, a maior parte delas económicas, pois o “lixo” que se acumula no depósito pode ser verdadeiramente tóxico para o motor do seu carro e, nessa altura, ao invés de escutar a motor do seu carro vai ouvir as notas a sair da sua carteira. Para lá daquilo que já lhe disse, o catalisador pode ser danificado e este componente, acredite, não é nada barato! Mas há mais riscos!

O combustível não é um produto limpo e da refinação, armazenamento e distribuição, até á utilização pelo consumidor, há muito resíduos que se vão gerando ao longo desta cadeia. Quando circula com níveis mínimos de combustível, esses detritos vão se sedimentando no fundo do depósito e, sendo pesados e não havendo movimento acentuado dentro do reservatório, esses sedimentos vão-se acumulando. Ora, quando o sistema de pesca de combustível tem de andar sempre a aspirar o que resta no depósito, lá vai todo o lixo para o sistema de alimentação do motor. 

Claro que o filtro de combustível fará a sua parte em bloquear a maior parte deles, mas a sua capacidade de filtragem é limitada e quando fica entupido… quem sofre é o motor. O entupimento do filtro é uma das grandes causas de avarias no motor, ainda mais se este já estiver desgastado. Este problema pode estender-se até aos injetores e cilindros cuja reparação é bastante mais cara que o preço dos combustíveis.

Mas esta questão relativa aos sedimentos depositados no tanque de combustível não é a única a ter em conta. Nalguns carros, a bomba de combustível está localizada no depósito e o combustível atua como isolador e lubrificante. Isto acontece porque o combustível flui ao redor da bomba. Se usar o depósito muitas vezes na reserva, a bomba de combustível sobreaquece, causando o desgaste prematuro da mesma.

Portanto, caro leitor e amigo, não faça como o mau pai e não insista nas “sandes” de 10 euros de combustível. Siga as recomendações dos especialistas: nunca deixe o nível de combustível dentro do reservatório descer abaixo do quarto de depósito. Nesta ocasião em que estamos todos em recolhimento, não vale a pena, também, ir atestar o depósito e acabar com gasolina ou gasóleo estragados dentro do reservatório. Se está perto da reserva, vá lá colocar mais uns litros e fique, pelo menos, com um quarto de combustível. Verá que está a ajudar o carro e a sua carteira!

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)