Opel Astra recebe novos motores e mais tecnologia em ligeira remodelação

By on 3 Julho, 2019

Lançado o Corsa, a Opel virou-se para o Astra e ofereceu-lhe novos motores e mais tecnologia, além de uma ligeira remodelação.

O atual Opel Astra já está no mercado desde 2015, sendo um dos mais antigos modelos da gama, tendo sido feito numa época em que a Opel pertencia à GM. Hoje já não é assim e por isso o atual Astra está “condenado” a desaparecer dentro em breve, como o AUTOMAIS já lhe revelou. Mas antes disso, a Opel lavou a cara ao Astra e ofereceu-lhe novos motores e mais tecnologia. E com novos motores, dizemos unidades do grupo PSA que os engenheiros da casa de Russelsheim conseguiram enfiar debaixo do capô do Astra.

Os novos blocos são o 1.2 Puretech de três cilindros a gasolina com versões de 110, 130 e 145 CV e o 1.4 turbo com 145 CV, este não sendo do caixote de peças da PSA. O primeiro tem 195 Nm de binário, as duas seguintes 225 Nm e o 1.4 litros debita 236 Nm. Todos, exceto o 1.4 litros, que utiliza uma unidade CVT com 7 patamares, têm caixa manual de seis velocidades. Diz a Opel que com estes motores, o Astra torna-se recordista do segmento no que toca a consumos e emissões. Segundo o protocolo WLTP, os consumos oscilam entre os 3,6 e 4,8 l/100 km com emissões de CO2 de 96 a 115 gr/km para os blocos 1.2 e 4,4 a 5,9 l/100 km e 117 a 139 gr/km de CO2 para o motor 1.4. No que toca aos motores diesel, são três versões do bloco 1.5 litros do grupo PSA, com 105 e 122 CV e três níveis de binário: 260 Nm, 285 e 300 Nm, estes dois para o motor mais potente. Esta situação sucede, pois, o motor mais potente pode ser equipado com uma caixa de 9 velocidades (inédita no Astra) e nesse caso terá um pouco menos de binário que a caixa manual de seis relações das outras versões. Neste caso, a Opel reclama uma redução de consumos de 17% e de 10% nas emissões. Contas feitas, os consumos oscilam entre os 4,4 e os 4,9 l/100 km com emissões entre 117 e 139 gr/km de CO2.

Motor 1.2 Puretech do novo Opel Astra

O estilo do Astra evoluiu ligeiramente na busca de uma melhor definição aerodinâmica, mostrando uma nova cobertura do motor, grelha com fecho automático para melhorar o arrasto e um fundo plano otimizado. No interior, as alterações estiveram focadas na melhoria da oferta de equipamento e não na renovação do habitáculo. Há novas opções no sistema de info entretenimento, compatível com Android Auto e Apple CarPlay, sendo mais rápido, mais competente e intuitivo na utilização. Passa a existir carregamento sem fios do smartphone, um sistema de som Bose, para brisas aquecido, câmara frontal mais avançada para ler os sinais e o reconhecimento de peões e outros obstáculos e travagem autónoma de emergência. O carro estará à venda em agosto com as primeiras entregas em setembro, desconhecendo-se, para já os preços.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)