Os diferentes tipos de suspensões

By on 19 Maio, 2018

Entre os vários elementos mecânicos, a suspensão tem um grande papel no conforto providenciado aos ocupantes e na estabilidade do veículo em estrada. É comum ouvirmos diferentes nomes de suspensão, como McPherson ou Multilink, e talvez até ficarmos confusos. No entanto, e como é natural, cada nomenclatura define um tipo de suspensão, que tem especificidades e propósitos próprios, sendo mais evoluídas ou elementares. Damos-lhe por isso a conhecer os tipos de suspensões mais usuais e as suas características, percorrendo a galeria em cima ou vendo os tópicos em baixo.

André Duarte

Fonte: Seat

Eixo de torção: é uma opção de suspensão para o eixo traseiro quando este não traciona, ao qual está alocada uma barra de torção. No fundo, “dois braços de reboque estão ligados através de uma barra transversal, que também serve de estabilizador.” Tem a vantagem de conferir boa estabilidade lateral em curva e disponibilizar maior espaço na traseira;

Suspensão Four-link: “a estrutura do automóvel é suportada indiretamente pela barra montada no braço de apoio. A roda é conduzida por forquilhas com quatro hastes e uma barra de acoplamento. Este princípio estrutural melhora o comportamento de direção e minimiza os efeitos dos ressaltos da estrada na direção. O princípio Four-link da suspensão do eixo traseiro pode ser extremamente compacto, permitindo uma deslocação maior, compatível com tração integral. Além disso, a suspensão traseira Four-link funciona como um corretor de faixas nas áreas de delimitação.”


Suspensão Independente: permite que cada roda desempenhe a sua função em separado (ficar suspensa ou girar), promovendo maior manobrabilidade, controlo e condução do veículo;

Suspensão McPherson: é um tipo de suspensão independente específico utilizado no eixo dianteiro. Este “assume as tarefas de um tirante de direção e funciona simultaneamente como amortecedor de vibrações e suspensão. A sua conceção é leve e exige menos espaço, a par de ter um grande comprimento de mola.” Fruto da atuação independente de cada uma das rodas, este tipo de suspensão apresenta maior agilidade e confere maior segurança e conforto;

Suspensão Traseira de Tipo Trapezoidal: tem um “suporte de roda especial com ma articulação inferior em forma de trapézio, uma articulação transversal superior e uma barra de acoplamento situada por trás da articulação trapezoidal. A mola é ligada à articulação trapezoidal e o amortecedor é acoplado ao suporte da roda numa disposição que ocupa pouco espaço.” Desta forma garante maior manobrabilidade e conforto;

Suspensão Traseira Multilink: conta com três braços transversais e um longitudinal por roda, cabendo a cada um a função de absorver as várias forças. Permite uma grande estabilidade direcional e de conforto;

 

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!