Os riscos de andar com o depósito de combustível na reserva

By on 28 Janeiro, 2020

Sim, apesar de parecer mais económico é um risco. Quem o diz são os especialistas na matéria, que recomendam ter o depósito de combustível pelo menos um quarto cheio.

Evitar circular com o depósito na reserva, vai impedi-lo de situações perigosas ou até de imprevistos. Não só porque eventualmente poderá ir para um lugar sem bombas de abastecimento mas existem outras razões menos óbvias. Conduzir com o depósito na reserva, ou num que esteja próximo dos resíduos depositados, causa vários danos aos carros.
Para além de não poder percorrer longas distâncias, circular com na reserva pode fazer com que o carro pare. Esta situação danifica gravemente o conversor catalítico que faz parte do sistema de escape.

Mas este é o único risco?

Esta não é a única parte lesada. No depósito de combustível acumulam-se detritos sempre que o depósito circula em reserva. Isto porque as pequenas partículas que chegam ao depósito ficam sedimentadas no fundo e lá tendem a permanecer. Quando o depósito usa todas as reservas de combustível vão com ele estes detritos. O que acontecem é que podem ficar presos no filtro de combustível. O entupimento do filtro é uma das grandes causas de avarias no motor, ainda mais se este já estiver desgastado. Este problema pode estender-se até aos injetores e cilindros cuja reparação é bastante mais cara que o preço dos combustíveis.

Nos modelos mais antigos (anos 80), que poderá encontrar na Adesa, os depósitos de combustível são feitos de metal. À medidas que estes se deterioram os depósitos vão-se acumulando no fundo. Já os carros mais recentes, possuem depósitos de combustível de plástico, portanto, os sedimentos geralmente entram através de combustível contaminado.

Mas esta questão relativa aos sedimentos depositados no tanque de combustível não é a única a ter em conta. Nalguns carros, a bomba de combustível está localizada no depósito e o combustível atua como isolador e lubrificante. Isto acontece porque o combustível flui ao redor da bomba. Se usar o depósito muitas vezes na reserva, a bomba de combustível sobreaquece, causando o desgaste prematuro da mesma.

Qual a distância que se pode percorrer depois do carro entrar em reserva de combustível?

Depende do carro. Veículos diferentes têm a luz do combustível configurada de maneiras diferentes. A maioria dos carros dá o alerta de reserva quando restam entre 7 a 11 litros. No entanto, alguns veículos maiores como os camiões ou SUV’s acendem o indicador quando restam 15 litros (1/16 do depósito). Estes valores ou alertas que o carro dá dependem da eficiência dos mesmos e do estilo de condução de cada condutor.

Os carros mais recentes têm no painel de exibição de instrumentos um registo constante da distância que pode percorrer. Normalmente são valores estimados que variam com as condições da estrada ou outros fatores.

Agora que já conhece os motivos para não conduzir com o depósito na reserva de combustível, comece a mudar os hábitos. Dito isto, numa situação em que tenha pouco combustível repense em abastecer pelo menos até 1/4 do depósito.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)