Peugeot 2008 ou Renault Captur: qual será o melhor na segunda geração?

By on 19 Junho, 2019

A luta entre Peugeot e Renault aumenta de tom, pois na esteira da divulgação quase simultânea da segunda geração do 208 e do quinto andamento do Clio, vão surgir a meio de junho o segundo fôlego do 2008 e no início de julho a segunda geração do Captur. Um frente a frente inevitável!

Utilizando as imagens dos nossos colegas do sítio francês L’Argus, com a respetiva vénia, e as informações privilegiadas da imprensa francesa sobre estes dois modelos, vamos tentar perceber qual será o melhor: o 2008 ou o Captur? No alfabeto, o Peugeot vem primeiro…

Se os nossos colegas franceses e o ilustrador Didier Ric estiverem certos, o 2008 conhece uma alteração quase radical, pois deixa de ser uma carrinha sobrelevada (renovada em 2016), para assumir-se como um SUV de pleno direito com um estilo decalcado do pequeno 208 (que parece ser a bitola de estilo juntamente com o 508) e mais próximo 3008. Um exercício francamente conseguido.

No lado da Renault, as coisas serão menos radicais, pois o Captur sempre foi um pequeno SUV e tal como a casa francesa fez com o Clio, o novo modelo cai contentar-se com uma evolução da frente e de mais alguns pormenores, sem mexer muito numa fórmula perfeitamente ganhadora. Claro está que a Renault vai aproveitar para muscular mais um bocadinho o Captur, mas sem mexer em demasia.

No interior, as escolhas são claras: a Peugeot carrega para dentro do 2008 o habitáculo do novo 208, a Renault faz o mesmo com o interior do novo Clio. Simples, barato e eficaz! Ambos vão ter a qualidade reforçada, o Captur um novo ecrã que pode ir de 7 a 9.3 polegadas e o sistema EasyLink, além de um painel de instrumentos digital com 7 polegadas. No lado da Peugeot, o iCockpit 3D estará em destaque com o ecrã de 10 polegadas como painel de instrumentos e um ecrã entre 7 e 10 polegadas para o sistema de info entretenimento. Grande novidade é o crescimento do habitáculo, no caso do 2008 o carro ganhará 15 centímetros (de 4,15 para 4,30 metros), avanço mais modesto no Captur, apenas 8 cm (de 4,12 para 4,20 metros). Para ambos significa mais espaço para pernas do que até aqui e uma maior capacidade da bagageira, com o Captur a manter o banco deslizante que ganha espaço, á vez, no habitáculo ou na bagageira e o 2008 a capacidade de rebater os bancos para dentro do carro.

Nas motorizações, a inevitável eletrificação é o destaque, com o Peugeot 2008 a utilizar a plataforma CMP, o Renault Captur a CMF-B, ambas novas e capazes de receber eletrificação. A oferta de opções em termos de motorização é alargada em ambos, com a fundamental diferença a surgir na eletrificação: o 2008 terá uma versão totalmente elétrica, igual à do e-208, com 136 CV, ao passo que o Captur terá uma unidade híbrida Plug In com bloco 1.6 litros a gasolina, conhecido como e-tech e que debita 130 CV, além de uma oferta híbrida convencional.

Na gama de motores térmicos, a Renault colocará no Captur o 1.0 TCe (100 CV), o 1.3 TCe (130 e 160 CV) e o único diesel, o 1.5 Blue dCi (85 e 115 CV). No 2008, a Peugeot escolheu o 1.2 Puretech (100, 130 e 155 CV) e um diesel, o 1.5 Blue HDI (100 e 130 CV). Ambos terão escolhas de caixa manual e automática, com o Captur a ter disponível a EDC de dupla embraiagem.

Ambos os construtores investiram muito nos sistemas de auxilia na condução e de segurança passiva e ativa, pelo que o 2008 e o Captur estarão igualados neste aspeto e ambos terão um sistema de reforçar a motricidade com a ajuda do ESP, além de condições para condução autónoma de nível 1 e 2.

Neste momento ainda não temos confirmação das gamas dos novos modelos para Portugal. Porém, na gama Peugeot não custa muito especular e dizer que o 2008 será vendido entre nós nos níveis Active, Allure, GT Line e GT, o Captur declinar-se-á em Life, Zen, Intense com a novidade Initiale Paris, ficando por saber se haverá uma GTLine ou Bose Edition.

Curiosidade: ambos os produtos são construídos em Espanha, o 2008 em Vigo, o Captur em Valladolid e ambos terão a forte concorrência da segunda geração do Nissan Juke (chega no outono deste ano) e do Opel Mokka X (primavera de 2020).

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment