Peugeot apresentou novos 3008 e 5008 e nós estivemos lá

By on 15 Dezembro, 2020

A Peugeot apresentou à imprensa nacional os seus novos 3008 e 5008, dois dos seus pilares da ofensiva SUV e grandes responsáveis pela atual posição de liderança que a marca francesa ocupa neste segmento de mercado.

A Peugeot é líder de mercado no que às carroçarias SUV diz respeito, colocando inclusivamente os dois modelos que agora apresentou no top 5 nacional do segmento C. Até setembro de 2020, o 3008 foi o segundo modelo mais vendido e o 5008 ocupa a quarta posição, sendo líder na categoria dos SUV de 7 lugares. São por isso modelos essenciais para as ambições da marca do leão, cujas atuais gerações se preparam para entrar em 2021 com design renovado, mais tecnologia, novos motores e uma contínua aposta na eletrificação.

Exteriormente, o grande destaque está claramente na dianteira, com a grelha sem moldura perfeitamente integrada, tal como a iluminação (em LED desde o nível de acesso), no desenho dos novos para-choques. Atrás, a iluminação é também em LED e inclui piscas progressivos. Ainda no exterior, destaque para as jantes com novo desenho, bem como as duas novas cores Azul Vertigo e Azul Celebes, está última proposta de série. Passa igualmente a estar disponível o Black Pack que, como o nome indica, apresenta vários elementos da carroçaria pintados de preto, como por exemplo, os monogramas, as barras do tejadilho e as jantes específicas de 19 polegadas.

Por dentro, os novos 3008 e 5008 passam a contar com a mais recente evolução do seu i-Cockpit e para além do painel de instrumentos digital de 12,3”, ambos passam a contar com o novo display tátil central agora com 10”. O interior recebe igualmente novos estofos, bem como uma nova decoração em madeira escurecida nos níveis mais elevados de equipamento. Quanto a tecnologia, são destaque a inclusão do sistema de visão noturna com deteção de peões e animais até 250 metros além do alcance dos máximos, o cruise control adaptativo com Stop and Go que combinado com o assistente de manutenção na faixa de rodagem permite oferecer condução semi-autónoma, e também a travagem de emergência e o reconhecimento de sinais de trânsito.

Relativamente a motorizações, e começando pela gasolina, mantém-se na gama o 1.2 PureTech de 130 cavalos, associado a caixa manual de 6 velocidade ou à automática de 8, mas acima deste surge o novo 1.6 PureTech de 180 cavalos, este sempre associado à transmissão EAT8. A oferta Diesel faz-se com o motor 1.5 BlueHDi de 130 cavalos, motorização que, tal como o 1.2 a gasolina, está disponível com ambas as opções de transmissão. No entanto, o foco da Peugeot vai obviamente para ambas as versões eletrificadas do motor 1.6 PureTech, uma de tração dianteira com 225 cavalos e outra de tração integral com 300 cavalos. Ambas declaram uma autonomia elétrica superior a 50 quilómetros. A gama 5008 não contempla as motorizações híbridas plug-in, mas na oferta Diesel, acima do 1.5, há um motor 2.0 BlueHDi de 180 cavalos associado à caixa automática.

Neste primeiro contacto, conduzimos o 3008 equipado com o motor Diesel, numa nova cor exterior que atraiu muitas atenções, o Azul Vertigo. Combinada com o design renovado da dianteira, não foi preciso muito tempo em estrada para nos apercebermos do porquê de ser um dos preferidos dos portugueses. Também por dentro, as sensações são muito boas, com uma elevada sensação de qualidade, em linha com o objetivo da Peugeot se tornar líder entre as marcas ditas generalistas. Gostámos de nos reencontrar com o i-Cockpit do 3008, bem como de nos apercebermos, novamente, de que é um dos SUV mais agradáveis de conduzir do mercado, graças não só a uma posição de condução muito boa – alta se quisermos, mas bem conjugada com o pequeno volante para uma maior ligação à condução – mas também a um excelente compromisso de suspensão, confortável, sem prejudicar a dinâmica. O motor é já um nosso conhecido e esteve à altura deste primeiro contacto, com pulmão adequado e uma média abaixo dos 6 l/100 km, sempre ajudado pela boa caixa manual.

A Peugeot reorganizou ambas as gamas, quer do 3008, quer do 5008, sendo que agora se baseiam essencialmente em três níveis de equipamento: Active, Allure e GT. Todos eles podem ser complementados com um respetivo pack para criar um nível adicional. A gama 3008 está disponível a partir de 32 450 euros, sendo que os preços das motorizações híbridas começam nos 46 635 euros. Já o 5008, apontado às famílias numerosas, está disponível a partir de 34 160 euros. Ambos chegam ao mercado nacional em janeiro de 2021.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)