Preços, equipamentos e características do novo Nissan Juke

By on 12 Outubro, 2019

O AUTOMAIS esteve presente na apresentação do novo Nissan Juke e já lhe contou tudo no primeiro ensaio. Fique agora a conhecer a gama nacional e os equipamentos.

O Nissan Juke tem um conceito de produto assente em três pilares: reforço dos pontos fortes, melhoria dos pontos fracos apontados pelos clientes e mais conteúdo dentro do Nissan Intelligent Mobility.

No primeiro pilar, a Nissan reforçou a aposta no segmento dos crossover e, particularmente, no B-SUV, oferecendo um estilo único, tal como o original, que está ainda melhor que o da anterior geração. Quanto ao segundo pilar, a Nissan melhorou a habitabilidade, oferece mais capacidade na bagageira e melhorou, bastante, a qualidade dos interiores. Finalmente, o Juke reforçou os serviços conectados dentro do Nissan Connect, passa a oferecer ecrãs digitais no painel de instrumentos e no ecrã para o info entretenimento, e o ProPilot, o sistema de condução autónoma da Nissan.

A primeira geração do Juke apostou todas as fichas no estilo disruptivo do género “amor-ódio” que, felizmente para a Nissan, gerou mais amor e permitiu vender mais de 1 milhão de unidades em nove anos. O que a Nissan fez para esta segunda geração foi manter a aposta no estilo (linha de tejadilho estilo coupé, bancos desportivos, jantes de liga leve de 19 polegadas e personalização Premium), mas agora reforçou a aposta na tecnologia.

A Nissan criou um Juke maior, mas mais leve. Há mais 75 mm de comprimento, mais 105 mm de distância entre eixos e mais 30 mm na altura e mais largura, mas o peso reduziu-se 25 kgs. No interior há mais espaço atrás, com mais 58 mm de espaço para os joelhos (302 mm) e mais 11 mm em altura, ao mesmo tempo que a bagageira cresceu 20% (de 354 para 422 litros, estando acima da média do segmento B-SUV) e tem um acesso maior: mais 131 mm em largura na parte mais estreita e mais 29 mm na parte mais larga, sendo que a altura de acesso está mais baixa 131 mm. Muito importante, também, o facto do Juke ser capaz de albergar, agora, 95% da população, quando na primeira geração alguém com mais de 1,89 metros (85% da população) não cabia.

Os serviços Nissan Connect estão assentes em quatro áreas: conectividade, navegação, segurança e conforto. A primeira área passa contemplar o Android Auto, Apple CarPlay e ainda o Google Home, disponibilizando, ainda, o pacote de WiFi da Orange, que faz do Juke um “hot spot”. Quanto à navegação, permite enviar o planeamento de uma rota desenhada em casa para o carro, permite atualizações remotas do software (só dos sistemas e serviços, não do carro), mapas e tráfego ao vivo e análise do historial de condução. Em termos de segurança, o Juke tem sistema de “tracking” em caso de roubo, fecho remoto pela aplicação, luzes e buzina remotos e, ainda, o localizador do veículo. Finalmente, o conforto. Monitorização remota do estado do veículo, alertas inteligentes, estado do veículo e chamada de avaria. Há uma nova aplicação para o Juke, com o estado do veículo, dados de condução, controlo remoto e alertas de manutenção.

Quanto ao sistema ProPilot, oferece um assistente de condução (ajuda a permanecer centrado na faixa escolhida), controlo de velocidade e distância (mantém a velocidade consoante o sistema de leitura de sinais, se não houver nenhum veículo á frente, ou seguindo à velocidade do veículo da frente) e piloto automático com sistema para/arranque automático.

O Nissan Juke só tem um motor com duas opções de caixa de velocidades (manual de 6 velocidades e dupla embraiagem com 7 velocidades e patilhas atrás do volante). O motor é a gasolina e, com estas opções, o Juke cobre 73% do mercado: 66% de quota de mercado com motor a gasolina e 7% a gasolina e caixa automática. De fora ficam os 25% de quota de motores diesel e 2% de vendas com mobilidade elétrica.

A gama articula-se nos níveis Visia, Acenta, N-Connecta, N-Design e Tekna. O primeiro oferece luzes LED, ar condicionado, Bluetooth, ecrã de bordo TFT de 4 polegadas e bancos desportivos. Representará, julga a Nissan, 2% das vendas.

Segue-se o Acenta, que tem jantes de 17 polegadas, ecrã táctil de 8 polegadas, Apple CarPlay, Android Auto, câmara de visão traseira, sensores de estacionamento traseiros e reconhecimento de voz. Tem como opções o pacote Design, pacote Comfort e pacote Connect. Valerá cerca de 35% das vendas do Juke, já que será o N-Connecta que assumirá o destaque das vendas do novo modelo em Portugal. 

Oferece tudo aquilo que está nos anteriores níveis mais vidros escurecidos, ar condicionado automático, ecrã TFT com 7 polegadas e travão de mão elétrico. Como opcionais temos os sensores de estacionamento dianteiros, o Nissan Connect, a pintura dois tons e pacote Technology.

Finalmente, os pacotes mais recheados e de topo do Juke: N-Design e Tekna. O primeiro valerá 10% das vendas e oferece, ainda, personalização de interior, exterior e jantes especiais de 19 polegadas, bancos em pele e bancos aquecidos. Já o Tekna inclui a câmara 360 graus, ProPilot e tem como opcionais o pacote technology e o pacote Nissan Connect & Bose.

Há, também, uma versão muito especial Premiere Edition dos quais só há 40 unidades em Portugal, pintado de preto com tejadilho vermelho, logótipos Premiere Edition exterior e interior, jantes de liga leve 19 polegadas e personalização interior em laranja. O equipamento é do nível N-Design, com o ProPilot.

Quanto a preços, o Juke Visia custa 19.900 euros, o Acenta fica por 21.050 euros e o N-Connecta por 22.600 euros. Ou seja, entre o Visia e o Acenta há 1.150 euros de diferença e entre o Acenta e o N-Connecta. Entre este e os níveis N-Design e Tekna há 1.800 euros, ou seja, estes custam 24.400 euros.

Claro que há uma campanha de lançamento com oferta de 3 anos de manutenção e um desconto que faz a gama começar 3.500 euros mais barata nos 16.400 euros. Quanto ao Premiere Edition, custa 27.200 euros cm caixa manual e 28.700 euros para o automático, com uma renda mensal de 160 euros/mês para o primeiro e 170€ euros/mês para o segundo. A entrada inicial é de 6.113 euros, a duração do crédito é de 48 meses e o financiamento de 17.588 euros. As primeiras unidades vão ser entregues em novembro.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)