Projeto BMW iX5 a hidrogénio passa à fase de testes em estrada 

By on 14 Agosto, 2023

Após quatro anos de trabalho de desenvolvimento, o BMW iX5 a hidrogénio entrou numa fase crítica do projeto, com os primeiros veículos a entrarem em testes nas estradas do mundo real, compostos por uma frota de quase 100 unidades. A ideia é proporcionarem conhecimento valioso para a marca, que pondera a produção em série desta versão. 

A frota está a ser utilizada nas estradas de vários países, tendo como objetivo a sua demonstração prática e testes. Esta experiência de condução ativa será a primeira oportunidade para as pessoas não envolvidas no processo de desenvolvimento obterem uma impressão direta do que o BMW iX5 a hidrogénio tem para oferecer.

“O hidrogénio é uma fonte de energia versátil que tem um papel fundamental a desempenhar no processo de transição energética e, por conseguinte, na proteção do clima. Afinal de contas, é uma das formas mais eficientes de armazenar e transportar energias renováveis”, afirmou Oliver Zipse, Presidente do Conselho de Administração da BMW AG. “Devemos utilizar este potencial para acelerar também a transformação do setor da mobilidade. O hidrogénio é a peça que falta no puzzle quando se trata de mobilidade sem emissões. Uma tecnologia por si só não será suficiente para permitir uma mobilidade neutra para o clima a nível mundial”.

O BMW iX5 ‘Hydrogen’ desenvolvido com base no atual BMW X5 foi apresentado pela primeira vez como concept no Salão de Munique de 2019. Empresas do grupo BMW montaram os sistemas de células de combustível eficientes para esta frota em Munique, sendo esta tecnologia um dos elementos centrais do BMW iX5 ‘Hydrogen’, gerando uma potência contínua de 125 kW (170 cv).

O grupo BMW adquire as células de combustível individuais à Toyota Motor Corporation. As duas empresas têm uma parceria e têm vindo a colaborar em sistemas de propulsão de células de combustível desde 2013.

O hidrogénio necessário para abastecer a célula de combustível é armazenado em dois tanques de 700 bar feitos de plástico reforçado com fibra de carbono. Em conjunto, estes tanques contêm quase seis quilos de hidrogénio, o suficiente para dar ao BMW iX5 ‘Hydrogen’ uma autonomia de 504 km (ciclo WLTP). O reabastecimento dos depósitos de hidrogénio demora apenas três a quatro minutos, garante a BMW.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)