PSA Group manteve rentabilidade nos primeiros seis meses de 2020 apesar da pandemia de Covid-19

By on 28 Julho, 2020

Um volume de negócios de 25.100 milhões de euros e uma margem de lucro operacional de 3,7% originou um resultado líquido de 595 milhões de euros no final do primeiro semestre de 2020.

Além destes números impressionantes à luz do que foram os últimos meses devido à pandemia de Covid-19, o grupo PSA declarou um “free cash flow” de 153 milhões de euros e uma posição financeira de 23.200 milhões de euros.

Obviamente que face a 2019 houve recuos: menos 34,5% de volume de negócio do grupo, diminuição do mesmo volume de negócio na divisão automóvel de 35,5%, com recuo das vendas de 40,5% e taxas de câmbio a recuarem 0,6%. Curiosamente, os preços dos veículos do grupo ajudaram a manter os resultados positivos com um aumento de 0,4%, além de outros efeitos que contabilizam 2,3%.

O resultado operacional do grupo PSA foi de  517 milhões de euros, menos 84,5%, sendo que a divisão automóvel perdeu 72,5% para 731 milhões de euros. Apesar de tudo, o nível de rentabilidade foi de 3,7% na divisão automóvel e de 2,1% em todo o grupo, menos 6,6% face a igual período de 2019.

Os proveitos e os custos operacionais não correntes elevam-se a -35 milhões de euros, face aos -847 milhões de euros registados no 1º semestre do ano passado.  O resultado financeiro melhorou para os 52 milhões de euros, contra os -166 milhões de euros do mesmo período do ano fiscal anterior. O resultado líquido consolidado foi de 376 milhões de euros, diminuindo 1.672 milhões de euros face ao 1º semestre de 2019. 

O resultado operacional corrente do Banque PSA Finance foi de 463 milhões de euros, uma redução de 9,7%. O resultado operacional corrente da Faurecia representa uma perda de -159 milhões de euros. O Free Cash-Flow das atividades industriais e comerciais foi de -4.704 milhões de euros, dos quais -3.601 milhões de euros da divisão automóvel. O Free Cash-Flow para a divisão Automóvel é positivo com 153 milhões de euros, excluindo o capital de exploração.

stock total, incluindo o da rede independente e o dos importadores, integrava, a 30 de junho 2020, um total de 505.000 veículos, num volume inferior em 24% face ao registado no final dos primeiros seis meses de 2019. 

A posição financeira líquida das atividades industriais e comerciais alcançou os 2.886 milhões de euros a 30 de junho de 2020; 6.957 milhões de euros relativos à divisão Automóvel.

Perspetivas de mercado: em 2020, a PSA antecipa uma quebra na ordem dos 25% do mercado automóvel na Europa, de 30% na Rússia e na América Latina e de 10% na China. Assim, como objetivo operacional, o grupo PSA fixou para o período 2019/2021 alcançar uma margem operacional corrente média superior a 4,5% para a divisão automóvel.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)