Renault desenvolve Kadjar específico para Portugal

By on 12 Janeiro, 2017

O novo Renault Kadjar demorou um ano e meio a chegar a Portugal, mas pelo menos recebemos uma versão ‘personalizada’. Desta vez a ‘alta costura’, foi portuguesa…

Portugal é um país em vezes demais se criam leis cegas, surdas e mudas, e a da forma encontrada para taxar os veículos nas portagens é um bom exemplo. E como os Senhores da Renault que pensaram e desenvolveram o Kadjar não estavam propriamente preocupados com as portagens em Portugal, desenharam um SUV que em Portugal seria Classe 2. Só que a Renault não estava muito para aí virada, pois o segmento em que se insere o Kadjar é competitivo e esta questão da classe de portagem é importante. Por isso preferiram adiar a comercialização em Portugal do carro e pensaram numa solução muito engenhosa. É verdade que demorou ano e meio depois de ter sido apresentado no resto da Europa, mas finalmente ‘Habemus’ Kadjar.

Na lei portuguesa, quando um carro tem mais de 1,1m de altura, medidos no eixo frontal, o carro passa a ser considerado Classe 2 nas portagens, mas existem exceções e… truques. Houve marcas que rebaixaram os seus carros para ficarem abaixo do ‘tal’ metro e dez, mas a Renault optou por outro caminho. Uma das exceções prevê que se o carro tiver cinco ou mais lugares, aliado a um peso bruto acima dos 2300 kg, então pode ser Classe 1 (desde que com ‘Via Verde’), mas o Kadjar 4×2, o único previsto para ser comercializado em Portugal, não atingia esse peso bruto e por isso a Renault teve que desenvolver uma versão específica para o nosso país. Agarrou nas peças de ‘lego’ dos seus Kadjar, baralhou e voltou a dar. Resultado, construiu um Kadjar 4X2 com a estrutura autoportante reforçada das versões 4X4 e utilizou também um eixo traseiro multibraço, igualmente vindo da versão 4X4, mas com uma afinação específica para a versão 4X2. Et voilá! Apesar do natural aumento de peso, que segundo a marca acresce 50 Kg ao Kadjar, este fica com um melhor comportamento dinâmico, e também mais conforto do que os seus irmãos franceses. Que inveja estão a ter os outros vizinhos dos nossos vizinhos espanhóis. É que nós temos um Kadjar mais confortável! E que se guia melhor! Só dá Portugal, primeiro o Euro na ‘cara’ deles, agora o Kadjar mais confortável e dinâmico!

INTERIOR REQUINTADO

Foi a Renault Tech, uma divisão da Renault Sport Cars, que desenvolveu o Kadjar específico para o nosso país, e portanto, todos os Renault Kadjar comercializados em Portugal, independentemente da versão, vão pagar classe 1 com Via Verde. O Renault Kadjar é um crossover do segmento C, com dimensões compactas, tem 4,45 metros de comprimento, 1,84 metros de largura e apenas 1,60 metros de altura. E também é alto, pois dista ao solo 200 mm. O habitáculo é espaçoso, especialmente atrás, os bancos guarnecidos de espuma de dupla densidade, são bem confortáveis, a perceção de qualidade dos materiais e dos acabamentos é boa, design do painel de instrumentos foi bastante bem conseguido e ainda no interior, destaque para o facto do Renault Kadjar disponibilizar 30 litros de volume útil em diferentes locais de arrumação.

A bordo a tecnologia está na linha doutros modelos recentes da Renault, como o R-Link 2, acessível através de ecrã tátil. O sistema permite ligação à Internet para obter algumas informações em tempo real, por exemplo o estado do trânsito, notícias ou pontos de interesse locais.

’CHEIRINHO’ DE TT

Para quem gosta de aventuras fora de estrada sem grandes ‘abusos’, o Kadjar tem vários modos de condução que se adaptam ao meio por onde o carro anda. O ‘Estrada’ é para asfalto seco ou molhado, mas para estradas de gravilha ou outras, tem o modo ‘Fora de estrada’. Mas há ainda o modo ‘Expert’ onde o condutor tem total controlo da gestão do binário produzido pelo motor.

Para além disso, o Kadjar possui tecnologias úteis e intuitivas para proporcionar uma condução eficaz e tranquila. No que à segurança diz respeito, destaque para o sistema de alerta e travagem automática, que funciona entre os 30 e os 140 km/h para evitar ou atenuar colisões frontais. O cruise control adaptativo, com possibilidade de alterar automaticamente a velocidade em função dos sinais verticais, e o sistema de estacionamento automático são outras opções tecnológicas disponíveis. O Renault Kadjar só está disponível com o comprovado motor 1.5 dCi 110, associado a uma caixa manual de seis velocidades, e tem um um consumo anunciado é de 3,9 L/100 km. O Renault Kadjar chega à rede de concessionários ainda este mês (janeiro) e já com as alterações técnicas que permitem que seja taxado como Classe 1 nas portagens nacionais, desde que equipado com Via Verde. Quanto a preços, o Renault Kadjar está disponível a partir de 29.710€ (versão XMOD). Já a versão Exclusive fica por 31.600€.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)