Renault não quer reatar conversas com a FCA

By on 25 Setembro, 2019

A abortada fusão entre a Fiat Chrysler Automobiles e o grupo Renault já não está em cima da mesa e Jean Dominique Senard, presidente da Renault diz mesmo que esta para trás das costas.

Recordamos que a FCA apresentou uma proposta de 35 mil milhões de dólares para adquirir e fundir-se com a Renault, retirada, entretanto, pelos italo-americanos que acusaram os políticos franceses como a causa para essa atitude. O Estado francês, lembramos, detentor de 15% da Renault, recebeu de braços abertos a proposta, mas acabou por enlear as negociações com sucessivas exigências e pedidos de garantias, que acabaram com a paciência dos gestores da FCA.

A verdade é que desde essa altura ambas as partes esforçaram-se em encontrar novas bases para recuperar a proposta e reavivar a fusão entre os dois grupos, criando um gigante mundial, o terceiro grupo mundial.

Os observadores acreditam que a fusão entre os dois grupos seria benéfica, sobretudo, para a Aliança Renault Nissan Mitsubishi. Porém, Jean Dominique Senard deixou claro que “o assunto não está na mesa. Se o projeto regressar um dia com condições aceitáveis para ambas as partes, ficaria encantado. Mas não há nenhum contacto e para já está para trás das costas.” Mesmo que Senard acredite que uma maior consolidação no Velho Continente, seja essencial para combater a concorrência chinesa e contornar as dificuldades que todos enfrentam.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)