Sabe como nasce um protótipo? Nós contamos-lhe tudo!

By on 1 Julho, 2020

Para desenhar o seu futuro, é fundamental desenvolver outros setores criativos, preservando o ADN da marca. É aí que entram os protótipos. Com a ajuda da Peugeot vamos dar-lhe a conhecer como é que nasce um “concept car”

Quando iniciam a busca de inspiração, os designers procuram sinais apurados de tendências emergentes numa ampla variedade de setores, como a arquitetura, moda, artes ou novas tendências de mobilidade. 

O objetivo é detetar novas expetativas e novas necessidades noutros campos, ir além do mundo automóvel, detetar novas tendências sociais, tudo em benefício dos futuros clientes. Isto aplica-se ao design exterior e interior, bem como na pesquisa de novas cores, materiais ou grafismos.

Uma vez estabelecidas as especificações (a que se chama “mood board”), o departamento de estilo da Peugeot lança uma competição interna entre todos os designers. Alguns trabalham dia e noite, incluindo fins de semana, para tentar vencer a competição.

Uma vez definida a lista dos trabalhos selecionados, são elaborados os modelos digitais e os modelos à escala real (1:1) são esculpidos para definir os volumes e o equilíbrio geral do objeto. Depois de longas horas de deliberação e aprovação pelos responsáveis de topo da Peugeot, é eleito o projeto que melhor se enquadra nas especificações iniciais.

Seguem-se a digitalização 3D e conceção em CAD (Desenho Assistido por Computador) para projetar um modelo digital de elevada precisão. É então esculpido um novo modelo, mais detalhado, igualmente à escala 1:1, usado para apurar os detalhes, ajustes e superfícies e para definir a cor final do protótipo. O mesmo processo é seguido para a definição do interior. O projeto é depois confiado às melhores empresas de modelagem, maquete e produção de peças únicas. Estas empresas são as únicas capazes de atender às mais ínfimas necessidades e desejos de um estilista.

Um dos maiores desafios na construção de um concept caré a limitação de tempo. Muitas vezes é projetado para um grande evento, como uma feira de negócios, para ocupar um lugar de destaque, enfim, tem de ser entregue a tempo! 

Em menos de um ano, é necessário passar de esboços elegantes para um objeto funcional, totalmente finalizado. Embora, presentemente, as novas ferramentas digitais, como capacetes de realidade virtual ou o sistema C.A.V.E (Cave Automatic Virtual Environment) tornem a componente de design muito mais fácil, a atenção aos detalhes e o refinamento só são possíveis em objetos físicos.

Os concept carssão, também, uma oportunidade para estabelecer parcerias com PME ou artesãos que estejam na vanguarda nos respetivos setores. No caso do Exalt, por exemplo, foi criada uma fragrância personalizada para aprimorar a experiência ao nível do olfato, em parceria com os perfumistas da EX-Nihilo. 

Já para o e-Legend, os trabalhos de carpintaria no interior, em textura de madeira “Paldao”, foram moldados pelo fabricante de armários Hervet Manufacturier. 

Os protótipossão como locomotivas; objetos que congregam todas as forças da empresa, sejam as equipas de Pesquisa & Desenvolvimento, Comunicação ou Marketing. Permitem que as futuras utilizações sejam exploradas em torno de uma visão comum. Embora certos estudos de estilo tenham inspirado o desenho da carroçaria de certos produtos, deram também um grande contributo para a evolução dos interiores dos modelos produzidos em série. 

Enfim, cada protótipoé um verdadeiro laboratório de ideias. Alguns destes estudos foram projetados com inovações muito vanguardistas para o seu tempo. E mesmo que não tenham sido concebidos para a produção em série, muitos dos seus elementos são utilizados em produtos da gama comercial.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)