Sabe quais foram os modelos mais vendidos na Europa nos primeiros 4 meses de 2019?

By on 4 Junho, 2019

Nos primeiros quatro meses de 2019, foram vendidos 5 336 703 automóveis na União Europeia, subindo esse número para os 5 491 050 veículos, se juntarmos a Suiça (100 685 unidades), a Noruega (49 740 carros) e a Islândia (meros 3 922 veículos). Portugal foi o 13º mercado europeu com 80 566 unidades comercializadas nos quatro primeiros meses.

Olhando ás vendas por construtor, o Grupo Volkswagen continua líder com 1 324 557 unidades vendidas em quatro meses, um recuo de 2,7% face a igual período de 2018. Seguem-se o PSA Group com 908 057 unidades, menos 0,6% e o grupo Renault com 565 228 unidades comercializadas, um ganho marginal de 0,7%.

Do Top 5 fazem parte, ainda, o grupo Hyundai com 364 142 unidades vendidas, um recuo de 0,3% face a igual período de 2018 e a Fiat Chrysler Automobiles, com 348 672 unidades entregues em quatro meses de 2019, menos 8,8% que o ano passado.

Do lado dos perdedores, refiram-se as quebras da Ford (344 287 unidades, menos 9,1%), da Nissan (148 998 carros, menos impressionantes 25% face a 2018), a Honda (47 520 carros, menos 14,1%) e ainda a Mazda (83 169 unidades, menos 3,3% e o Grupo BMW (344 835 unidades, menos 0,6%). Refira-se que o Grupo BMW ultrapassou a Daimler que vendeu mais 150 unidades que em 2018 (total de 332 717 veículos), mas a marca BMW continua atrás da marca Mercedes: 298 382 carros com a estrela contra 274 080 unidades com a hélice azul e branca. A Jaguar Land Rover cresceu 2% (87 758 unidades), a Volvo expressivos 7,2% (115 154 carros) e a Mitsubishi 17,8% para 55 123 automóveis.

Quanto aos modelos mais vendidos, não há muitas alterações nos quatro primeiros meses de 2019. O Volkswagen Golf, apesar de ter perdido 13,4% das vendas, lidera confortável este “ranking” com 149 016 unidades vendidas, seguido do Renault Clio, que apesar de estar prestes a receber uma nova geração, cresceu 7,5% para 122 405 unidades. O top 3 é fechado com o VW Polo (103 592 unidades, mais 3,4%).

Seguem-se o VW Tiguan, líder nos SUV (90 818 carros, menos 1,4%), Ford Focus (89 429 carros, mais 12,7%), Peugeot 208 (86 254 unidades, menos 4,8%), Ford Fiesta (85 649 carros, menos 21,5%), Opel Corsa, outro que apesar de já ter um substituto aumentou vendas (83 470 unidades, mais 10,7%), Citroen C3 (83 304 unidades, mais 8,4%) fechando o Top 10 o Nissan Qashqai, com uma quebra de 12,4% para 81 543 unidades.

Destaques para o Mercedes Classe A, 19ª do ranking dos mais vendidos com um crescimento de 47,7% (69 388 unidades), para o Dacia Sandero, atualmente o 12º classificado do ranking com 78 502 unidades vendidas, um crescimento de 7,5% e, finalmente, a subida do Hyundai Kauai ao 44º lugar do Top 50, com um crescimento de vendas de 84% para 36 195 unidades. Na Seat, se o Ibiza dá valente trambolhão de 20,5% para 34 740 unidades, o Arona sobe 42,1% (36 453 veículos). Destaque ainda para a Lancia. A marca parece querer continuar ligada ao suporte básico de vida e a verdade é que o Ypsilon só vende em Itália, mas em quatro meses de 2019, aumentou as vendas e chegou às 24 250 unidades. Um número excelente que esperamos dê corpo a uma recuperação da marca.

Em Portugal, o líder de vendas nos primeiros quatro meses de 2019 foi o Renault Clio com 8 109 unidades, um “run out” de sucesso pois o crescimento face a 2018 foi de 51%. Mais impressionante o duplicar das vendas do Captur para 4 767 unidades em quatro meses. Seguem-se o Peugeot 208 (4 708), o Mercedes Classe A (4 588) e o Citroen C3 (4 034). O Top 10 é fechado por Renault Megane (3 977), Peugeot 2008 (3 720), Nissan Qashqai (3 328), Peugeot 308 (3 168) e Ford Focus (3 159 unidades).

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)