Salão de Paris: Renault revela KZe

By on 2 Outubro, 2018

Foi uma das surpresas do Salão de Paris, o protótipo apresentado pela Renault de um modelo compacto elétrico cujo primeiro mercado será o chinês.

Terá 250 quilómetros de autonomia, segundo o protocolo NEDC e não WLTP, e foi apresentado como um veículo global com inspiração SUV. Foi Carlos Ghosn quem revelou o modelo denominado K-Ze. N mesma ocasião, o presidente e CEO da Renault confirmou que o Clio terá uma versão híbrida e que o Captur e o Megane terão uma variante Plug In, que vão chegar ao mercado em 2020. Não foram dados mais detalhes, apenas a confirmação pelo próprio Carlos Ghosn que a Renault tem vindo a investir de forma clara nos modelos elétricos há mais de uma década e que é o único construtor a ter lucro com a sua divisão elétrica.

O K-Ze tem o tamanho de um Twingo sendo, naturalmente, mais pequeno que o Zoe e será mais barato que aquele, sendo vendido em primeiro lugar na China. A razão é muito simples: o mercado que mais rapidamente está a crescer nas vendas de modelos elétricos é a China. Chegará á Europa dois anos depois, ou seja, em 2021 (o K-Ze será posto á venda em 2019 na China) e segundo algumas das pessoas da Renault presentes na apresentação, o modelo final será muito semelhante ao protótipo já que este tem muitas das características de modelo de produção.

O K-Ze será produzido na China através de uma “joint venture” entre a Renault, a Dongfeng Motor Group, a eGT New Energy Automotive Co. e a Nissan. Segundo a casa francesa, esta parceria foi criada para “desenvolver e produzir produtos elétricos competitivos para o mercado chinês.” Os modelos europeus não têm, ainda, localização de produção anunciada.

A plataforma do modelo será a nova CMF da Aliança Renault Nissan Mitsubishi, sendo usada no Renault Kwid, vendido na China, mas com profundas alterações para acolher a motorização elétrica e para o mercado chinês.

Esperava-se que a Renault anunciasse a sua estratégia em termos de modelos elétricos, mas para já tudo fica na mesma com o Zoe como o modelo de combate. O que não espanta já que o modelo é o segundo modelo elétrico mais vendido globalmente (atrás do Nissan Leaf).

Não anunciou o futuro dos modelos elétricos da Renault, mas Carlos Ghosn não deixou de elogiar o trabalho da marca francesa. “O grupo Renault foi pioneiro e é o líder europeu em veículos elétricos. Estamos a mostrar o K-Ze, um SUV elétrico urbano, acessível, que combina o melhor que temos no grupo.” E o CEO da Renault deixou outro anúncio. A criação da “Augmented Editorial Experience”, novos serviços que estarão disponíveis no futuro e que vão combinar conteúdos, serviços de conectividade e media. Segundo Ghosn, “vamos transformar o tempo de viagem numa experiência enriquecedora!”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)