SEAT e o novo Ateca

By on 2 Março, 2016

A SEAT revelou o Ateca, aquele que é o seu primeiro SUV. O objetivo é dar luta ao Nissan Qashqai, o supra-sumo do segmento. A fasquia está alta, o futuro o dirá…

SEAT-ATECA-02

Não é novidade para ninguém que é cada vez maior a popularidade dos SUV e dos crossover na Europa, e como não podia deixar de ser, quem ainda não tinha na sua gama um modelo deste tipo, está a perder terreno e por isso aí está o Ateca. Tal como há muito sucede, nova cidade espanhola foi contemplada, desta feita Ateca, que fica entre Madrid e Saragoça, já mais perto desta última. O automóvel é um SUV de dimensões não muito diferentes do SEAT Leon, sendo que também está previsto posteriormente um modelo mais pequeno, esse baseado na próxima geração do Ibiza. A base do Ateca é a plataforma MQB, que também serve outros automóveis do Grupo VW, o Audi A3; os VW Golf, Passat, SEAT Leon e Skoda Octavia. O Ateca tem 4,36 metros de comprimento, 1,84m de largura e uma altura de 1,6m, com uma distância entre eixos que atinge os 2,64m. É, por isso, apenas 2 cm mais curto que o Qashqai e tem dimensões semelhantes ao modelo japonês quer na largura ou na altura. A bagageira tem 510 litros, perdendo um pouco mais pequena nas versões 4×4. Portanto, tem mais que os 430 litros do Nissan Qashqai. Se não percebêssemos que tínhamos entrado num modelo bem mais alto, no seu interior, quase todos diriam estar sentados num Leon, notando-se no entanto algumas diferenças, como por exemplo a alavanca da caixa de velocidades.

SEAT-ATECA-04

MOTORIZAÇÕES
Quando o SEAT Ateca chegar ao mercado nacional na próxima primavera, trará logo uma ampla variedade de versões sendo possível a opção entre os motores turbo TSI a gasolina e os TDI Diesel, com potências desde os 115 aos 190 cv, com tração dianteira ou total. A entrada na gama faz-se com o tricilíndrico 1.0 TSI (115 cv), seguindo-se o 1.4 TSI (150 cv), enquanto a gama Diesel começa no 1.6 TDI com 115 cv, ascendendo ao 2.0 TDI com variantes de 150 e 190 cv. Todos os motores serão acoplados a caixas manual de seis velocidades de série, estando disponível a DSG de dupla embraiagem, nas motorizações mais potentes.

SEAT-ATECA-12

Dando como exemplo e de acordo com informação da SEAT, o modelo mais eficiente do Ateca é o 1.6 TDI 115 cv de tração dianteira e caixa manual que tem emissões de 112 g/km e um consumo anunciado de 4,3 l/100 km. A componente tecnológica está bem representada no Ateca, por exemplo com o assistente de trânsito, uma função de assistência que torna mais cómodo o movimento de pára/arranca nas filas de trânsito, o assistente de emergência, pois se o condutor ficar inativo durante um certo período, o veículo emite um sinal visual, depois acústico, seguido, por último, por toques breves nos travões. Se mesmo assim não houver reação, o Ateca abranda até à paragem total dentro da faixa de rodagem. São dois exemplos, há bem mais. Está também prevista uma variante mais desportiva, estando ainda em cima da mesa a possibilidade de haver versões Cupra ou X-Perience. Quanto aos preços, andarão ao nível do rival Nissan Qasqhai.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)