SEAT renova Ateca e estas são as nossas primeiras impressões

By on 24 Setembro, 2020

A convite da SEAT Portugal, fomos até à zona do Guincho e da Serra de Sintra conhecer de perto a atualização do Ateca, o primeiro SUV da marca catalã, lançado em 2016, e que é, presentemente, o terceiro pilar da SEAT e um dos principais responsáveis pelo seu crescimento, com mais de 300 mil unidades vendidas desde que chegou ao mercado. Assim, sensivelmente quatro anos depois de ter inaugurado a família de SUV onde também se incluem o mais pequeno, Arona, e maior, Tarraco, o Ateca moderniza-se, não só esteticamente, como também a nível de conteúdos tecnológicos, atualmente, uma das vertentes mais valorizadas pelos clientes.

Exteriormente, o Ateca mudou bem mais do que parece à primeira vista, adotando a nova grelha dianteira da SEAT, já presente no Tarraco e no novo Leon, mas conseguindo, ao mesmo tempo, distanciar-se de ambos, com uma personalidade muito própria, combinando o formato SUV do seu irmão maior com o estilo mais desportivo do compacto familiar. Atrás, a iluminação foi igualmente redesenhada, contando agora com piscas dinâmicos e a designação Ateca copia também o estilo de letra adotado pela quarta geração do Leon. O SUV compacto da SEAT está agora ligeiramente mais comprido devido ao novo desenho de ambos os para-choques. Uma estreia é igualmente o novo nível de equipamento Xperience que eleva o carácter aventureiro do Ateca, apontando às famílias com um estilo de vida mais ativo e que recorre a elementos exclusivos como as aplicações negras nos para-choques, frisos e protetores de guarda-lamas e ainda as molduras dos vidros com acabamento com aspeto de alumínio.

Relativamente a motores a gasolina, o Ateca 2020 está disponível com o 1.0 TSI de 110 cavalos, bem como o 1.5 TSI de 150 cavalos, agora também disponível em associação com a transmissão DSG. Foi com este motor mais potente que tomámos contacto com o novo Ateca, no entanto, associado à caixa manual de seis velocidades. Do lado dos Diesel, a oferta faz-se com o 2.0 TDI, em dois patamares de potência, 115 ou 150 cavalos, sendo que o mais potente pode também estar associado à caixa DSG e, neste caso, também à tração integral 4Drive. Quer os motores TSI, quer os TDI, viram as suas emissões serem reduzidas nesta atualização.

Quanto a conectividade, o Ateca passa agora a contar com o mais recente sistema de infotainment, com display tátil de 9,2 polegadas, idêntico ao estreado pelo novo Leon, bem como com compatibilidade sem fios com Android Auto e Apple Car Play e ainda conectividade a partir do exterior com o SEAT Connect. O sistema de reconhecimento por voz utiliza a frase de chamada “Hola Hola” e permite interagir com a tecnologia a bordo usando linguagem natural. Por dentro, importa ainda referir a atualização a nível de materiais e acabamentos, como por exemplo, nos painéis das portas, e ainda destacar o novo volante que pode contar com função de aquecimento, um luxo muito útil para enfrentar climas mais rigorosos. No que diz respeito a sistemas de apoio à condução, a SEAT dotou o Ateca, por exemplo, com o assistente de pré-colisão, o cruise control adaptativo e preditivo e ainda o assistente de saída de estacionamento.

Ao volante

Como acima referido, conduzimos o renovado Ateca com o motor 1.5 TSI de 150 cavalos e 250 Nm associado à caixa manual de 6 velocidades, um casamento feliz entre um propulsor enérgico e refinado – e que pode trabalhar, sob determinadas condiçõs, apenas com dois cilindros – e uma transmissão com um bom tato, confortável mas decidido. Tratando-se de uma versão de tração dianteira, o Ateca Xperience que conduzimos recorre a um eixo semi-rígido na traseira, solução menos evoluída do que a geometria multibraços específica das versões 4Drive, mas em combinação com o controlo dinâmico de chassis, com controlo variável do amortecimento, ficámos impressionados com o comportamento do Ateca, quer com o conforto proporcionado na configuração mais branda, escondendo, por exemplo, o baixo perfil dos pneus que o equipam, quer com a dinâmica, com uma resposta rápida da direção e uma ótima agilidade, sem movimentos excessivos da carroçaria. Neste primeiro contacto, importa ainda referir que, apesar da digitalização ser um dos focos do Ateca, apreciámos a presença de botões rotativos para controlo da climatização, prescindindo da solução tátil e igualmente inserida no infotainment a que o Leon novo recorre, simplificando a utilização e evitando que os olhos se desviem muito da estrada. Relativamente a consumos, bem como a uma avaliação mais pormenorizada sobre como é viver com o novo Ateca durante uns dias, deixamos essa análise para um ensaio mais prolongado a realizar em breve e que poderá ler aqui no Automais. Fique igualmente a saber que a produção do novo SEAT Ateca teve início no passado mês de agosto, sendo que as primeiras unidades deverão chegar ao mercado nas próximas semanas. Para além do novo nível de equipamento Xperience, o Ateca conta ainda com outros três, já conhecidos da gama, Reference, Style e o mais desportivo, FR, sigla que a marca de Martorell passou também a associar ao Tarraco. Os preços do novo Ateca arrancam nos 30 029 euros.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)