Seat vai investir 5 mil milhões de euros no futuro da marca e lança o El Born como… Cupra!

By on 8 Julho, 2020

Numa conferência de imprensa realizada há momentos, a Seat anunciou que vai investir 5 mil milhões de euros e que o primeiro elétrico de raiz da casa espanhola, o El Born, será um… Cupra.

Carsten Isense, o CEO da Seat, deixou claro que o futuro da Seat e da Cupra está garantido graças a um investimento de 5 mil milhões de euros para 5 anos (mil milhões por ano) que será gasto em pesquisa e desenvolvimento, adaptação das unidades de produção da Seat e no lançamento de novos modelos. Além disso, vai recrutar mais 100 pessoas para o Seat:Code, o novo centro de desenvolvimento de software que será criado em Barcelona, nas Ramblas.

A Seat tem o compromisso de fabricar carros elétricos em Martorell em 2025, algo que não é possível neste momento. Dai o investimento avultado da Seat, ratificado pela administração do grupo VW.

Durante a conferencia, Wayne Griffiths, responsável pelas vendas e marketing da Seat e CEO da Cupra, deixou claro que o programa de corte de custos não vai influenciar o programa de lançamentos. Não haverá adiamentos e deixou a novidade: o El Born não será um Seat, mas sim um Cupra!

Para Wayne Griffiths faz sentido o El Borne ser um Cupra. Primeiro, não será construído em Espanha e oferecerá um novo tipo de clientes à Cupra. Por isso a decisão de tornar o El Born um Cupra faz todo o sentido. Além disso, como precisou o CEO da Seat, não revelando a linha de produtos que está já desenhada, deixou claro que haverá muitos produtos para a Seat oferecer como propostas elétricas. 

Para Carsten Isense, o apoio do Executivo espanhol para eletrificar Espanha é essencial, pois a Seat só produz veículos com motor de combustão interna. Para isso, terá de mudar a infraestrutura da rede de carregamento, enquanto a Seat fará a sua parte ao construí-los em Espanha. A aceleração rumo á mudança de paradigma terá de ter o auxílio dos estados em todos os países. Mas ficou claro que a Seat não vai pedir dinheiro ao Governo espanhol, pois o investimento será da casa espanhola e do grupo VW, mas ficou evidente o recado para os governantes: as infraestruturas, as ajudas á produção, os incentivos e tudo o que possa ajudar, terá de vir dos governos, pois como disse o CEO da Seat, “para assegurar o futuro da indústria automóvel em Espanha precisamos da colaboração das Administrações Centrais, Regionais e Locais. Não podemos fazê-lo sozinhos.”

Outra garantia dada por Wayne Griffiths é que a Seat continuará a produzir modelos com motores de combustão interna, pois ainda há muitos clientes que querem motores diesel, particularmente nos SUV. Mas a aposta terá uma componente forte de modelos híbridos e híbridos Plug In. Acrescentou ainda que “a Seat e a Cupra são essenciais para o desenvolvimento da empresa. Cada um tem o seu papel, a sua própria personalidade e atributos e aborda diferentes perfis de clientes.”

Disse o CEO da Seat que não pode prometer nada em termos de produção na fábrica de Martorell em 2025, ano em que finaliza o plano de investimento anunciado, mas deixou claro que acredita que a produção se manterá estável e, provavelmente, será maior nos próximos anos. Enfim, Carsten Isense deixou claro que a Seat tem um futuro sustentável á sua frente, que a marca Cupra está a ganhar momento e a desenvolver-se na direção correta, o investimento de 5 mil milhões de euros em cinco anos é importante como sinal de compromisso com a marca e que a eletrificação será uma realidade sem retorno, mas com forte aposta na hibridização e na multiplicidade de escolhas. Será esta a estratégia da Seat para os próximos cinco anos, tentando, claro, impor um ritmo de lançamentos que permite manter as vendas e o lucro em níveis elevados.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)