Sistema de tração integral da Subaru está a completar o seu 50º aniversário

By on 16 Setembro, 2022

A imagem da Subaru estará quase sempre associada a modelos de quatro rodas motrizes, sendo que este sistema de tração integral já conta com cerca de cinco décadas no ativo.

A Subaru é uma das marcas que gosta de fazer as coisas à sua maneira e sem se desviar muito da linha condutora. Por essa mesma razão, é fácil associarmos esta marca a motores ‘boxer’ e também a sistemas de tração integral. Aliás, atualmente, nos países em que a marca é comercializada, as vendas dos modelos AWD representam cerca de 98% do valor total da marca a nível global, sendo que todos esses modelos também incluem um motor com uma configuração de cilindros opostos.

A Subaru defende que esta é a configuração perfeita e a mais equilibrada, uma vez que o motor está montado longitudinalmente e, devido à presença dos cilindros opostos, tem um centro de gravidade mais baixo. E depois, o seu posicionamento está perfeitamente alinhado com o sistema de tração, que também é simétrico e, por essa razão, tem uma distribuição de peso perto de ideal, o que se traduz num desempenho de condução bastante apurado, nas mais variadas condições e tipos de piso.

A estreia deste conceito aconteceu em setembro de 1972 com a introdução no mercado japonês do Subaru Leone 4WD Estate Van. Foi o primeiro modelo com um sistema AWD (All-Wheel Drive) produzido em massa no mercado japonês e o início de uma aventura que já conta com mais de 21 milhões de automóveis produzidos neste meio-século.

Ao longo destes 50 anos, o sistema de tração integral da Subaru tem estado em constante desenvolvimento, ainda que a marca o considere quase perfeito e não efetue muitas modificações. Mas agora, com esta nova era de eletrificação, a marca nipónica foi obrigada a ajustar o método de passar a potência para as quatro rodas chegando agora a um ponto, com o lançamento recente do Subaru Solterra totalmente elétrico, em que abandona o veio central de transmissão e passa a contar com a presença de um motor em cada eixo, trocando informações apenas através da eletrónica.

Mas, tal como é referido por Tomomi Nakamura, o Presidente e CEO da Subaru, “Perto da era da eletrificação, vamos aperfeiçoar ainda mais as capacidades do sistema AWD, há muito cultivada, através da tecnologia de eletrificação e vamos também continuar a perseguir a ‘Diferença Subaru’, com a mesma estabilidade, dinâmica de utilização e comportamento dinâmico”.,

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)