Só há cinco Ferrari 288 GTO Evoluzione no mundo e apenas um para venda

By on 25 Setembro, 2022

Ainda que mais ou menos esquecido, é um dos modelos mais importantes para a Ferrari, uma vez que representa a transformação do 288 GTO no que se viria a transformar no F40.

Em meados dos anos 80, o Ferrari 288 GTO era um dos modelos de estrada mais fantásticos da marca de Maranello e também um dos mais eficazes. E por essa mesma razão, foi este o escolhido para se transformar num modelo de competição destinado a rivalizar com os autênticos “monstros” do Grupo B da altura, tais como o BMW M1, por exemplo.

Para que se obtivesse a aprovação e homologação da FIA, este modelo teria de ver produzidas algumas versões de estrada, mas pouco depois da Ferrari iniciar a sua produção, a quantidade de acidentes que se estavam a suceder fizeram mesmo com que a FIA tivesse encerrado toda a competição com os modelos do tal Grupo B no final do 1986.

No início de 1987, apenas cinco unidades do Ferrari 288 GTO Competizione tinham sido produzidas e como a sua produção foi encerrada, este foi um modelo que acabou por entrar diretamente para a lista de um dos mais raros da marca italiana. Ainda com um foco na competição, mas nunca vertente de eventos de clientes, a marca tentou melhorá-lo ainda mais com a ajuda da Michelotto.

A Pininfarina remodelou a carroçaria usando componentes em Kevlar e fibra de carbono para reduzir o peso e o motor recebeu novos turbos, fazendo com que a potência passasse dos 400 para os 650 cavalos. E com um peso abaixo de uma tonelada, as prestações eram simplesmente incríveis com a velocidade máxima a rondar os 370 km/h, por exemplo. E no final, este acabou mesmo por ser o laboratório rolante que deu origem a muitas das ideias que foram utilizadas para conceber o F40. Aliás, basta colocar os dois lado-a-lado para perceber a quantidade de elementos que são praticamente idênticos.

O chassis 79888 que aqui vemos nas imagens e que está disponível para venda, é a quarta unidade de cinco existentes e foi oficialmente construído em 1988. No final desse ano, foi vendido através da Garage Francorchamps da Bélgica ao empresário e piloto Jean Blaton. Blaton e o proprietário da garagem, Jacques Swaters eram amigos há diversos anos, já tendo participado em diversos eventos com outros (não menos lendários) modelos da Ferrari.

Em 1992, o Ferrari 288 GTO Evoluzione com o chassis 79888 passou novamente a ser propriedade da Garage Francorchamps e de Jacques Swaters, que o manteve até 2006. Neste ano, o carro foi vendido a um colecionador privado do Reino Unido e no ano seguinte foi vendido ao bilionário Lawrence Stroll, um colecionador da marca com uma das melhores coleções de Ferrari do planeta.

O 288 Evoluzione passou seis anos na coleção de Stroll e em abril de 2013 foi vendido a Rick White, da Califórnia. No ano seguinte passou para David SK Lee de Los Angeles e ainda em 2014 viajou até ao Minnesota, para a garagem de David Raisbeck. Com este novo proprietário, o 288 GT Evoluzione marcou presença em eventos como o Cavallino Classic de 2015, onde conquistou um ‘Platinum award’ e a ‘Supercar Cup’. Esteve presente no encontro annual do Ferrari Club of America, em Columbus, Ohio, e também na edição americana da Finali Mondiali, realizada em Daytona.

Depois de tudo isto, em 2019, o 288 com o chassis 79888 regressou novamente ao continente europeu, onde tem sido cuidadosamente tratado deste essa altura. Recentemente, foi mesmo enviado para a Michelotto, em Padova, para diversas intervenções estéticas e mecânicas. Foram substituídos diversos elementos de desgaste como tubagens e outros, melhorada a suspensão e o sistema de travagem, bem como a bomba de água e até os turbos. Foram instalados novos pneus, a caixa de velocidades original foi renovada e substituída a embraiagem.

Na parte cosmética, inclui-se a pintura da carroçaria no original Rosso Corsa e a substituição de diversos componentes no habitáculo como os revestimentos, tecidos, cintos de segurança e até as janelas. No compartimento do motor, todos os componentes foram polidos e pintadas as tampas das cabeças dos cilindros. No total, a fatura da Michelotto ascendeu aos 133 mil euros, mas o Ferrari 288 GTO Evoluzione com o chassis 79888 ficou no estado de conservação que podemos observar nas fantásticas imagens de Kevin Van Campenhout, numa cortesia da RM Sotheby’s. É certamente um modelo incrível para qualquer colecionador da Ferrari.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)