Tal como prometido, o SUV mais potente do planeta, segundo a Aston Martin

By on 2 Fevereiro, 2022

O primeiro teaser já revelava algo com uma sonoridade mais poderosa, confirmada pela promessa da apresentação do SUV mas poderoso do mundo. E agora, apenas uns dias depois, a Aston Martin mostra-nos o seu DBX707, em que os algarismos são mesmo a sua potência.

Num claro desafio a marcas como a Lamborghini, com o seu Urus e a Ferrari, que se prepara para nos mostrar o seu Purosangue. Mas também a outras como a Audi, a BMW ou a Mercedes-AMG, a Aston Martin acaba de apresentar uma nova versão do seu DBX, que nomeia de imediato como o SUV mais potente do planeta.

Para confirmar este título, a marca de Gaydon escolheu um bloco V8 de quatro litros, equipado com um sistema de dupla sobrealimentação, que lhe permite superar a fasquia dos 700 cavalos, mas com um valor mais utilizável por James Bond: 707.

Face ao DBX já existente com uma motorização V8, são mais 157 cavalos de potência, que fazem com que esta nova versão acelere dos 0 aos 100 km/h em 3,3 segundos e consiga superar os 300 km/h de velocidade máxima. E tudo isto, além do comportamento dinâmico mais apurado, graças à presença das suspensões desportivas afinadas especificamente para esta versão e do novo diferencial traseiro reforçado, com o objetivo de conseguir lidar com os 900Nm de binário máximo.

Face ao resto da gama, não são muitas as diferenças exteriores neste DBX 707, que quase parece ter um visual mais clássico que desportivo, ainda que todos os cromados tenham sido escurecidos e a grelha dianteira também tenha alguns ajustes no desenho. A carroçaria pode ser pintada de seis cores distintas (Metallic, Signature Metallic, Racing Line, Q Satin, Q Heritage, Q Special) e estão disponíveis diversos conjuntos de jantes com 22 e 23 polegadas de diâmetro. Por trás destas, as enormes pinças de travão do sistema de travagem com discos carbocerâmicos também podem ter cinco cores diferentes. Mas o toque mais diferenciador está mesmo nas asas do logotipo da Aston Martin pintadas de negro.

Já a bordo, há assentos desportivos no equipamento de série, ainda que os mais confortáveis fiquem disponíveis em opção sem qualquer tipo de custo. São forrados em pele e Alcantara e incluem o logo da marca nos encostos de cabeça. E depois, há diversas aplicações em fibra de carbono e um ambiente mais desportivo de tons escuros e com uma excelente escolha de materiais como a Aston Martin tão bem sabe fazer.

Claro que se isto não for suficiente, o departamento de personalização “Q by Aston Martin”, estará preparado para receber as suas ideias e deixar o mais poderoso dos SUV (por enquanto), totalmente a seu gosto.

A produção do novo DBX 707 deverá começar ainda durante o primeiro trimestre do ano, com as primeiras entregas previstas para o final do primeiro semestre.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)