Tecnologia híbrida estreada com o McLaren P1 é amplificada no novo Artura

By on 13 Maio, 2022

Dois dos responsáveis pelo desenvolvimento do novo McLaren Artura explicam-nos como melhoraram o sistema híbrido estreado com o P1.

A tecnologia híbrida tem vindo a ser uma presença, cada vez mais, obrigatória no mundo dos superdesportivos. E apesar de muitas marcas ainda não estarem prontas para abdicar das emoções oferecidas pelos incríveis motores de combustão que têm comercializado nos últimos anos, os avanços que muitos construtores têm feito no mundo da eletrificação já servem como uma espécie de luz ao fundo do túnel para os mais céticos.

Apesar de não querermos, o som dos motores V8 e V12, que se sentem no peito e nos apaixonam pela mecânica de cada modelo, já têm os dias contados. Dentro de muito pouco tempo, os sons serão fabricados para nos soarem bem aos ouvidos e as prestações ficaram cada vez mais apetecíveis para nos tentarem distrair desse assunto.

No entanto, há modelos que já nos vão cativando, tais como o novo McLaren Artura, que usa a tecnologia híbrida estreada com o incrível P1 e a amplifica para uma utilização real do dia-a-dia, com excelentes prestações e muita emoção na condução. Ainda não é um modelo totalmente elétrico, mas os pratos da nossa balança emotiva parecem começar a estar cada vez mais equilibrados.

Neste vídeo divulgado pela marca, conseguimos descobrir algumas das características técnicas deste novo modelo, explicadas por quem o ajudou a desenvolver.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)