Toyota aposta na célula de combustível

By on 3 Outubro, 2016

De vez em quando, os construtores automóveis voltam a insistir num tipo de combustível que tem tido bastantes dificuldades em afirmar-se como uma alternativa no mercado: o hidrogénio. A Toyota mostra uma nova aplicação desta tecnologia de motores, num daqueles concept cars que as marcas japonesas costumam reservar para o Salão de Tóquio.

A Toyota reservou três funções para o crossover FCV Plus. A primeira é gerar eletricidade a partir do hidrogénio, com o carro a ter o seu próprio depósito, mas a também poder aproveitar hidrogénio exterior para gerar energia, para aumentar a distância de viagem. A segunda é gerar eletricidade com outros, com equipamento que lhe permite partilhar a energia acumulada com outros carros ou com a rede local de eletricidade. A terceira é criar uma fonte de energia para o futuro, já que a célula de combustível pode ser retirada e usada noutras aplicações, fora do carro.

Para melhorar o uso do carro na cidade, muitos dos componentes do sistema foram minimizados, com a célula de combustível colocada entre os bancos traseiros e as rodas traseiras. A aerodinâmica também foi alvo de cuidados por parte dos técnicos japoneses, com a adoção de um fundo plano e de coberturas das rodas.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)